O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Bloco faz queixa ao MP por "ataque vil" e "preconceituoso" de André Ventura aos ciganos

17 jul, 2017 - 18:00

Candidato do Bloco de Esquerda diz que declarações do candidato PSD e do CDS a Loures ultrapassam "os limites da liberdade de expressão".
A+ / A-

O candidato do Bloco de Esquerda à Câmara de Loures apresentou queixa ao Ministério Público e à Ordem dos Advogados contra o candidato do PSD/CDS/PPM a Loures, André Ventura, por incitar, de forma “friamente calculada”, ao ódio contra as pessoas de etnia cigana.

Em causa estão declarações de André Ventura aos jornais Notícias ao Minuto e “i”, que, no entender do candidato bloquista, Fabian Figueiredo, ultrapassam “os limites da liberdade de expressão” por serem “gratuita e propositadamente discriminatórias para com a etnia cigana”.

A queixa cita várias passagens das entrevistas que André Ventura deu (uma na semana passada, outra esta segunda-feira), que, segundo Fabian Figueiredo, mostram que não se tratou de “um mero excesso” de linguagem.

“Se fosse um mero excesso, que já seria muito lamentável, o ora denunciado nunca viria uma semana mais tarde reforçar todo o seu pensamento xenófobo”, refere a queixa.

“Como é notório, não estamos a falar de um exercício livre e saudável da liberdade de expressão constitucionalmente garantida, nem estamos no domínio das meras opiniões. Estamos, antes, perante um ataque vil, gratuito e preconceituoso para com as pessoas de etnia cigana que, como tal, é punido pelo Código Penal Português” (CPI), defende Fabian Figueiredo.

O candidato do Bloco lembra, segundo o CPI, quem “difamar ou injuriar pessoa ou grupo de pessoas por causa da sua raça, cor, origem étnica ou nacional, religião, sexo, orientação sexual ou identidade de género, com a intenção de incitar à discriminação racial religiosa ou sexual, ou de a encorajar, é punido com pena de prisão de seis meses a cinco anos”.

André Ventura, diz a queixa, “não só difama (ou insulta, cremos até que ambas as condutas são praticadas) as pessoas de etnia cigana, dizendo que estas são beneficiadas quando comparadas com as demais” como “incita explicitamente à discriminação destas pessoas, chegando até a usar de uma ameaça velada quando refere que ‘temos tido uma excessiva tolerância com alguns grupos e minorias étnicas’”.

André Ventura emitiu, esta segunda-feira, um comunicado no qual garante que "nada" o move contra a comunidade cigana, mas reitera que há excessiva “tolerância” relativamente a casos em que “a lei não é cumprida”.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • jorge tormenta
    20 jul, 2017 mafra 16:49
    Este hipócritas a troco de votos dizem tudo,então pergunto : quem é que paga para sustentar os deputados ? são os ciganos ?........aguardo resposta
  • CAMINHANTE
    20 jul, 2017 LISBOA 15:48
    "Quem diz a verdade deve ter um cavalo pronto para fugir" - provérbio Árabe.
  • Bela
    19 jul, 2017 Coimbra 19:29
    Ontem, o: "VIREM AGULHA de Loures" afirmou que. "Eu para ter uma casa minorca, tive de trabalhar para a pagar durante anos." Comigo aconteceu o mesmo, trabalhei e trabalho para conseguir pagar a velha casa que os meus, escassos, rendimentos permitiram adquirir, para a reabilitação da habitação tive de me desenrascar. Os meus vizinhos ciganos não lhes falta apoios para nada. Acusar de racismo quem diz a verdade é uma grande hipócrisia.
  • Jorge Saraiva
    19 jul, 2017 Mirandela 17:24
    Agora o Bloco parece a Cristas uns fazem queixinhas ao MP a outra pede demissões sempre que abre a boca, que tristes lideres de partidos sem expressão e sem programa.
  • Tugatento
    19 jul, 2017 Amarante 14:24
    So espero e desejo que André Ventura vença e por muitos votos de diferença as próximas eleições. Em relação aos parasitas do Bloco, so lhes digo: Vão trabalha parasitas, para saber o que custa ter alguma coisa. Nada nos é oferecido como a Ciganada.
  • Virem agulha
    18 jul, 2017 Loures 22:20
    Eu para ter uma casa minorca, tive de trabalhar para a pagar durante anos. Essa cambada recebeu casas melhores que a minha, nunca pagou um tostão, e uma vez de posse das casas, arrancou lavatórios, mobiliario até sanitas, para vender, e quando as casas ficaram inabitáveis... Exigiram outras! Acamparam à porta da Câmara, ocuparam o tanque de lavagem de Frielas, e depois arrombaram casas que eram para entrega a outros e ocuparam-nas, pura e simplesmente. Estado sem autoridade, e políticos de cartão, dão nisto. Não estejam tão preocupados com o que o tipo disse: ele só disse o que todos pensamos, e quem vier dizer o contrário, ou é mentiroso ou hipócrita. Se o BE precisa duma causa para defender, que defenda a revisão das Leis Laborais, que o governo PSD-CDS de mãos dadas com a Troika cá deixou, e que deu força a muitos patrões tipo Nuno Carvalho e Padaria Portuguesa, para nos explorarem com tudo o que podem. Essa é uma causa que o BE sempre tão solícito com os "direitos das minorias" e as "causas fracturantes", tarda em tomar. Se calhar porque não tem unhas para essa guitarra. Agora por-se em bicos de pés para vir defender uma cambada de parasitas a viver do RSI, do roubo, e que devido à falta de autoridade e de Força do Estado, andam a gozar connosco todos ...
  • Luis
    18 jul, 2017 Lisboa 19:45
    O BE ultimamente anda a meter muito o pé na argola. O que o Ventura disse corresponde totalmente à verdade e está conforme aquilo que a Constituição da Republica refere no Artº 13 ponto 1 e 2. Ou os senhores do BE desconhecem o que é o comportamento da maioria dos ciganos ou desconhecem a Constituição ou provavelmente desconhecem as duas coisas e sendo assim estão a representar muito mal o cargo para que foram eleitos.
  • Patriota
    18 jul, 2017 S. João da Madeira 18:16
    E eu, educado para respeitar as Leis da da Natureza, vou processar este e quaisquer outros partidos que defendam o anti-natura, nomeadamente, a homosexualidade, o casamento entre eles, a adopção de crianças por eles, a liberalização do aborto e de outros "abortos morais" defendidos por esta gente. "Quo Vadis" civilização e principios morais?
  • Maria Sousa
    18 jul, 2017 Malveira 16:47
    O MP já devia ter ido rever os crimes que esses grupos que formaram o Bloco durante o PREC.Íam todos dentro.Mataram,roubaram,torturaram, e criaram brigadadas revolucionárias tipo maduro,roubaram também G3 em Tancos,etc.Estes malfeitores fizeram isso tudo e passeiam impunes pela sociedade e influenciam decisões com o PS impensável anos atrás.Tudo uma vergonha.
  • manuel cunha
    18 jul, 2017 guarda 08:07
    Creio que quase todos os portugueses aceitam que devemos aceitar todo o ser humano porque ninguem deve estar acima do outro , mas o BE devia preocupar-se com os seres humanos que estão com o marxista ás costas .Seria bom que o BE que se diz defensor dos desfavorecidos continua aceitar ordenados escandalosos em organismos do estado, impostos desumanos que estão a levar á falencia e ao desespero da classe média isto só para ter a pata no governo. O BE devia fazer um levantamento de todos os portugueses (ciganos ou não) e verificar os escandalos que se passam em Portugal com os subsidios e com as outras benesses que os que trabalham não teem.