O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Presidente da Liga dos Bombeiros suspeita de fogo posto em Pedrógão e vai ser ouvido pela PJ

21 jun, 2017 - 15:44

Marta Soares fala em mão criminosa, apesar de o director da Polícia Judiciária ter afirmado que existem evidências científicas a sustentar que a origem do incêndio teria sido um raio.
A+ / A-

Veja também:


O presidente da Liga dos Bombeiros, Jaime Marta Soares, suspeita de "origem criminosa" no incêndio de Pedrogão Grande e saúda a decisão da Policia Judiciária (PJ) de o chamar para esclarecimentos.

À Renascença, Marta Soares diz que formou esta convicção "por variadíssimas razões”, nomeadamente “por conhecimento” de que o incêndio terá começado antes da madrugada.

O presidente da Liga dos Bombeiros saúda a iniciativa da Polícia Judiciária de abrir um inquérito, “porque vai permitir que seja escalpelizada até ao mínimo dos pormenores o que esteve na sua origem e isso vai depois deixar-nos a todos descansados”.

O director nacional da Polícia Judiciária admitiu no fim-de-semana que o incêndio teve origem num raio, mas Marta Soares não vê nenhuma contradição.

“Não contraria tese nenhuma. A tese defendida pelo senhor director nacional da Polícia Judiciária é a tese de quem sabe das coisas, mas eu também tenho as minhas opiniões e não posso deixar de as emitir e foi o que eu fiz. A minha suspeita vai naquele sentido, pode efectivamente não ser assim, então o inquérito vai apurar as causas todas”, garante Marta Soares.

Questionado se tem uma mera suspeita ou se possui provas, o presidente da Liga dos Bombeiros responde que vai falar dessa matéria em local próprio.

No domingo, o director da Polícia Judiciária, Almeida Rodrigues, disse à Renascença existirem evidências científicas a sustentar que a origem do incêndio teria sido um raio.

Fonte oficial da Polícia Judiciária confirmou à Renascença que Jaime Marta Soares será chamado para que em sede própria, e com a maior brevidade possível forneça todos os elementos de que dispõe.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • fo-carvalho por cima
    22 jun, 2017 azinhaga 08:53
    Põe-te a pau, que eles andam aí de pontas afiadas pá !!!!!!!!!!!!!!! o meu cão quando está com o osso, nem eu lhe posso tocar e tu faz o mesmo !!!!!!!!!!!! andas com eles à perna ! Olha só aqui para estes parvalhões a comentar ! iiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii é de gritos ! Nenhum dos meus comentários é publicado, mas que se lixe, pelo menos MOOOOORDOOOOO.
  • Luis
    22 jun, 2017 Lisboa 07:12
    A policia Judiciaria também parece já admitir a existência de fogo posto. A seu tempo se saberá. O que é certo, é que posto ou não há quem já esteja a querer aproveitar-se dele tentando apontar responsabilidades a outros de tudo tentando omitir as suas próprias responsabilidades.
  • Bruno
    21 jun, 2017 Lisboa 21:33
    Este sr. Devia de se demitir, andou 3 dias a dar graxa aos governantes, defendeu sempre causas naturais e que nada tinha falhado. Ontem falou que o siresp falhou, hoje é fogo posto demita-se de lugar a um homem novo e com ideais que só defendam os bombeiros.
  • Salazar
    21 jun, 2017 Lisboa 21:31
    Este sr.quer fazer da liga dos bombeiros portugueses a mesma coisa que está a fazer,de num club de futebol. Já que tem tanta certeza naquilo que diz, o povo agradece que identifique a origem dos incendios caso contrário deverá fazer condenado por falsas declarações e incentivo á desordem.
  • RC Victor
    21 jun, 2017 Lx 20:46
    O IPMA utiliza um sistema automático permanente de detecção, localização, caracterização e registo de descargas atmosféricas que pode ser acedido a partir do website. Este sistema indica o local, a data e hora, a intensidade da descarga em kA (milhares de Ampere) e a classe da descarga ou seja se foi entre nuvens ou entre nuvens e a terra. Logo por consulta da base de dados é fácil verificar qual era o cenário na zona dos incêndios durante a tarde do ultimo Sábado e retirar as necessárias conclusões.
  • José Ramos
    21 jun, 2017 Lisboa 18:26
    Alguns dos comentários anteriores são simplesmente vergonhosos. Os bombeiros estão nos culpados???
  • Fernando
    21 jun, 2017 Almada 18:19
    Este quer mais protagonismo, anda ver se vende mais algum equipamento. Pede-se mais vigilância nas matas, pede-se guardas florestais mais limpeza das matas e mais bom censo das pessoas que as matas não devem ser lixeiras.
  • trestetas
    21 jun, 2017 Setubal 18:16
    SERÁ QUE FOI ELE QUE MANDOU INCENDIAR PEDRÓGÃO GRANDE? ALGUNS BOMBEIROS TÊM DESTAS MANIAS, NÃO SERIA O PRIMEIRO.
  • Firefighter
    21 jun, 2017 São João Madeira 18:04
    O senhor Marta Soares é um verdadeiro pirómano. Ele tem para si que o fogo começou antrs por mão criminosa: prove! Mas não: diz que ele não tem que provar nada. Este dinossauro laranja de Vila Nova de Poiares só se representa a si próprio, ao seu ego e nada mais. À falta de assunto, é o fósforo político do PSD para queimar o governo que, desde a primeira hora, tem estado junto das populações, incansável. Uma lástima. Uma vergonha, o PSD a retirar dividendos políticos de uma tragédia destas, pela mão desta pessoa que envergonha os verdadeiros bombeiros.
  • António Henriques
    21 jun, 2017 Águeda 17:38
    Este também quer Reinar!