O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Morreu Ivan Dias, o cardeal indiano que falava português

20 jun, 2017 - 17:07

Desempenhou vários papéis ao serviço de Roma, incluindo núncio apostólico na Albânia logo após a queda do regime comunista e esteve também algumas vezes em Portugal.
A+ / A-

Morreu na segunda-feira, dia 19 de Junho, o cardeal indiano Ivan Dias, aos 81 anos, no 35º aniversário da sua ordenação episcopal.

Arcebispo emérito de Bombaim, na Índia e ex-prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, em Roma, Ivan Dias era oriundo da comunidade católica da Índia com raízes portuguesas e, o que é menos comum, falava fluentemente português.

O cardeal esteve várias vezes em Portugal, tendo presidido às celebrações aniversárias de Fátima em pelo menos uma ocasião, em 2004 e também às celebrações dos 500 anos da cidade do Funchal, em 2008.

Nascido em Bombaím, foi ordenado padre a 8 de Dezembro de 1958 e feito bispo no dia 19 de Junho de 1982. Em 2001 João Paulo II elevou-o ao cardinalato. Antes exerceu vários cargos ao serviço da diplomacia do Vaticano, tendo sido núncio na Albânia logo após a queda do regime comunista e restabelecimento de relações com a Santa Sé e na Coreia e pró-núncio em vários países africanos.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.