O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Para Pepe, representar Portugal é ser super-herói

20 jun, 2017 - 16:17

O central português acredita que Portugal tem de ser fiel aos seus princípios de jogo no duelo com a Rússia, esta quarta-feira, da segunda jornada do Grupo A da Taça das Confederações.
A+ / A-

Pepe acredita que defender a selecção nacional é sinónimo de superar os limites do próprio corpo. O central desvalorizou a fadiga acumulada, esta terça-feira, em conferência de imprensa de antevisão do jogo com a Rússia, da segunda jornada do Grupo A da Taça das Confederações.

"Quando vestimos a camisola da selecção, não há cansaço, não há fadiga, não há nada. Há, sim, um compromisso de todos para fazer o melhor e levar o nome de Portugal o mais longe possível", afirmou o internacional português. "Trabalhamos para dar alegrias ao nosso povo".

Pepe destacou que a motivação dos jogadores "é sempre máxima" quando representam Portugal. "Somos profissionais e estamos aqui exclusivamente para dar o nosso melhor possível para poder chegar o mais longe possível e desfrutar desta competição, até porque é a primeira vez que Portugal aqui está e todos os jogadores se sentem privilegiados".

A Rússia é o segundo obstáculo na caminhada portuguesa rumo à final da competição. "A equipa da Rússia é bastante coesa. Tenta dar o máximo e encurtar espaço ao portador da bola. Estamos a preparar bem esse jogo", garantiu o defesa.

"Vamos fazer o nosso trabalho para poder conseguir uma vitória, sabendo desde já que vai ser muito complicado, mas temos jogadores com muita qualidade e muito espírito e espero amanhã podermos dar uma alegria a todos os portugueses com uma vitória", afirmou Pepe, que também deu a receita para derrotar a selecção anfitriã.

"Temos de ser nós próprios. Temos de ser fiéis ao nosso estilo de jogo, às nossas capacidades individuais e colectivas. Contra o México tivemos um pouco de falta de sorte, mas o futebol tem dessas coisas. Temos de estar preparados, porque amanhã vai ser um jogo bastante complicado", referiu.

Os clubes não afectam

Cristiano Ronaldo tem sido o alvo dos mais variados rumores na imprensa internacional, entre os quais uma suposta saída do Real Madrid. Pepe assegurou, no entanto, que o capitão das "quinas" não pensa em boatos e está "super motivado para poder ajudar Portugal, como sempre fez".

Pepe acaba contrato com o Real Madrid no final do mês, mas para já, não pensa no seu futuro. "O meu futuro é a selecção. Sou um jogador sem contrato e penso exclusivamente em estar aqui. Penso desfrutar de cada momento. Não tenho absolutamente nada, nem um acordo com nenhum clube", sublinhou.

O vídeo-árbitro tirou um golo a Pepe no empate (2-2) com o México, mas o central prefere dar "crédito" à nova tecnologia. "É complicado, há muitos pontos de debate, mas acho como jogador que temos de pensar que veio para ajudar e para beneficiar", observou.

O Rússia-Portugal arranca às 16h00 de quarta-feira, com arbitragem do italiano Gianluca Rocchi. Partida com acompanhamento numa Tertúlia Bola Branca, na antena da Renascença, e também em rr.sapo.pt.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.