O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Imprensa americana aponta empresário como novo embaixador em Lisboa

20 jun, 2017 - 16:03

George Edward Glass é presidente de uma empresa de banca de investimento no Oregon e fez um donativo de cerca de 30 mil euros para a campanha de Trump em 2016.
A+ / A-

Vários jornalistas norte-americanos estão a indicar que o próximo embaixador dos Estados Unidos em Lisboa será George Edward Glass, um empresário de Oregon.

Segundo alguns jornalistas americanos especializados em cobrir assuntos ligados à Casa Branca, a decisão já foi tomada e está prestes a ser anunciada oficialmente.

Mark Knoller, correspondente da CBS na Casa Branca, indica ainda numa mensagem no Twitter que Glass fez um donativo de cerca de 30 mil euros para a campanha de Trump durante a campanha eleitoral.

Esta não é, porém, uma prática fora do comum nos Estados Unidos. É frequente cerca de um terço das nomeações para posições diplomáticas serem de figuras que contribuíram financeiramente para os partidos políticos.

George Edward Glass é presidente da empresa Pacific Crest Securities, da área da banca de investimento.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.