O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-
Fraude Fiscal

Olha, olha. Blatter defende Ronaldo

19 jun, 2017 - 17:26

Outrora protagonista de considerações indelicadas em relação ao capitão da Selecção Nacional, o ex-presidente da FIFA, que caiu em desgraça após graves acusações de corrupção, mostra-se ao lado de CR7.
A+ / A-

Veja também:


Joseph Blatter, ex-presidente da FIFA, considera que as suspeitas de fraude fiscal que recaem sobre Cristiano Ronaldo são motivadas por uma cultura de suspeição em relação ao futebol.

O suíço, que outrora protagonizou uma indelicada rábula em relação a CR7, faz a defesa do avançado do Real Madrid e capitão da Selecção Nacional.

"Porque que é que se ataca sempre o mundo do futebol? Ninguém diz uma palavra sobre outros grandes desportistas", disparou o suíço, em entrevista à televisão pública do seu país (RTS), dando como exemplo o seu compatriota Roger Federer, apesar de reconhecer: "Ele é intocável, acredito que faz tudo bem".

Blatter, que está suspenso de toda a axtividade ligada ao futebol por violação do código de ética da FIFA, deu também como exemplo da "perseguição" a futebolistas os casos do basebol ou do basquetebol.

"As grandes estrelas norte-americanas do basebol e do basquetebol não são atacadas", afirmou Blatter, defendendo que deve ser respeitado o principio de presunção de inocência no caso do internacional português.

"Deixou de haver moral desportiva desde de que o futebol se converteu no negócio", disse, acrescentando: "Os jogadores transformaram-se em mercadorias, para não dizer em escravos".

Na semana passada, o Ministério Público de Madrid acusou o futebolista português de ter, de forma "consciente", criado uma sociedade para defraudar o fisco espanhol em 14,7 milhões de euros, segundo a agência de notícias espanhola EFE.

O futebolista português é acusado de quatro delitos contra os cofres do Estado, cometidos entre 2011 e 2014.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • GURU
    19 jun, 2017 Lisboa 18:23
    Os Corruptos andam sempre de mãos dadas!
  • Aurelio
    19 jun, 2017 Feteiras 18:20
    Quem diria ??? ...Não me parece que o CR aceite (embora certamente não vá comentar) um apoio vindo de Joseph Blatter, por várias razões incluindo algumas pessoais.