O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Casamento entre Bayern e Cristiano é pura "fantasia"

19 jun, 2017 - 11:04

Karl-Heiz Rummenigge, CEO do campeão alemão, rejeita por completo o suposto interesse do seu clube no internacional português, que pode estar de saída do Real Madrid.
A+ / A-

Karl-Heinz Rummenigge, presidente do Bayern Munique, negou, esta segunda-feira, que o seu clube esteja interessado em Cristiano Ronaldo.

Na sequência dos rumores da saída do craque português do Real Madrid, o jornal italiano "Gazzetta dello Sport" tinha revelado que o campeão alemão estaria interessado em fazer uma proposta pelo avançado, com a notícia a tomar repercussão por toda a Europa.

Ao site oficial do clube bávaro, Rummenigge abordou o rumor. "Estamos habituados à intensa especulação de chegadas e partidas durante o período de transferências. Como regra, não comentamos esses rumores. Mas agora, no caso de Cristiano Ronaldo, queremos esclarecer de uma vez por todas que este rumor não tem qualquer base e que deve ser remetido ao mundo da fantasia", declarou.

Perde força, portanto, a possibilidade de Ronaldo rumar à Alemanha. As outras equipas alegadamente interessadas no concurso do internacional português, Manchester United e PSG, ainda não se pronunciaram sobre o assunto.

Para já, o capitão da selecção nacional está focado na Taça das Confederações, competição em que Portugal se estreia e que se realiza entre 17 de Junho e 2 de Julho, na Rússia.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.