O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Raquel Abecasis deixa o jornalismo e é candidata pelo CDS a junta de Lisboa

07 jun, 2017 - 13:59

Filha de Nuno Krus Abecasis aceita convite de Assunção Cristas e será candidata, como independente, à freguesia das Avenidas Novas.
A+ / A-

Raquel Abecasis, até agora directora-adjunta da Renascença, vai deixar o jornalismo para abraçar a política, o seu “segundo amor”. Depois de quase 30 anos como jornalista, Abecasis será candidata independente na lista do CDS à Junta de Freguesia das Avenidas Novas, em Lisboa.

A filha de Nuno Krus Abecasis, presidente da Câmara de Lisboa pelo CDS entre 1980 e 1989, avança como independente, mas admite vir a filiar-se – “é uma probabilidade forte” – no partido liderado por Assunção Cristas.

O convite surgiu, aliás, de uma “conversa improvável” que Raquel Abecasis teve com a líder centrista “há uns tempos”. “[A candidatura à junta das Avenidas Novas] Foi um desafio que surgiu na primeira conversa que tive com a Assunção Cristas na qual ela percebeu que isso não era uma coisa que eu tinha completamente afastada das minhas perspectivas”, afirma.

Moradora em Lisboa, noutra freguesia, Raquel Abecasis diz ter uma ligação forte às Avenidas Novas, uma freguesia hoje liderada pelo social-democrata Daniel Gonçalves, onde vivem cerca de 22 mil pessoas. “Foi onde vivi a minha juventude toda e é uma freguesia que conheço muito bem”, afirma.

A candidatura autárquica é, espera Raquel Abecasis, o primeiro passo para uma carreira política: “A política sempre teve uma atracção sobre mim. Acontece que tinha uma profissão incompatível. Por isso, quando tomasse essa decisão, tinha de deixar de exercê-la."

A carreira como jornalista, iniciada no fim dos anos 1980, quase toda feita na Renascença, deu-lhe “muito gosto e prazer”. “Devo muito ao jornalismo, fiz muita coisa boa no jornalismo, gostei muito, mas acho que está na altura de fazer outra coisa, de mudar de vida. E essa outra coisa, para mim, é a política – é o meu segundo amor”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • SALAZAR
    15 jun, 2017 LX 19:46
    CANDIDATA DO CDS, MAS DEPOIS DIZEM INDEPENDENTE. RIDÍCULO ESTE PAÍS.
  • Sílvia Moura
    10 jun, 2017 Braga 13:04
    Desejo muitas felicidades para a nova carreira, apesar de ter pena que saia da RR, por gostar imenso de a ouvir, especialmente nas entrevistas. Tudo de Bom.
  • Trampolim
    08 jun, 2017 lx 15:34
    Para deixar livre a amiga Cristas que no futuro deixa de ter de se sacrificar para ser candidata à Camara de Lisboa!...Vamos ver se não lhe sai o tiro pela culatra e os eleitores das Avenidas Novas não votem em quem lá não habita. O oportunismo politico no seu melhor. E criticam eles os outros!...
  • Goretti Ascenção
    08 jun, 2017 Braga 14:44
    Excelente notícia para as tias de Lisboa e para a RR.
  • Gabriela Silva
    08 jun, 2017 Porto 14:38
    Política sempre fez, tal como outros, tanto à direita como à esquerda. Da Renascença é que espera mais. Deve ser erro meu.
  • Engraçadinho
    08 jun, 2017 Lisboa 14:32
    E a Aura Miguel, candidata-se a Patriarca de Lisboa?
  • Pois! Pois!
    08 jun, 2017 Pt 12:27
    Tanto adjectivada pelas amigas ainda vai decidir regressar à campanha politica matinal...
  • Maria Guerra
    08 jun, 2017 Porto 09:43
    Acho um elemento bom e válido demais para a deixar de a ouvir perto das 8 da manhã. É excecional a sua análise política diária matinal. Uma jornalista cheia de ética, bom senso e competência. A sua voz inconfundível e de um conteúdo claro e inteligente será difícil de a substituir. Mas são opções. Desejo-lhe as maiores felicidades. Um abraço. Maria Guerra
  • abilio
    08 jun, 2017 porto 09:10
    ups foi jornalista ?
  • rosinda
    07 jun, 2017 palmela 19:46
    Nao da para acumular as duas profissoes?Assim nao se safa!