O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Londres. Suspeito de 30 anos detido em novas buscas

07 jun, 2017 - 06:35

Atentado na Ponte de Londres provocou sete mortos e 50 feridos. Já foram identificados três suspeitos.
A+ / A-

A polícia britânica lançou uma nova operação de busca esta quarta-feira de manhã no âmbito das investigações ao atentado de sábado, na Ponte de Londres. Desta vez, a operação decorre no leste de Londres, na zona de Ilford.

“Os agentes encarregados da investigação ao ataque na Ponte de Londres levaram a cabo buscas no leste da capital às primeiras horas desta quarta-feira”, anuncia a polícia em comunicado.

“Foi detido um homem de 30 anos, suspeito de preparar ou instigar actos terroristas”, adianta.

O atentado na Ponte de Londres ocorreu no sábado, dia 3. Sete pessoas morreram quando três homens atropelaram vários peões e começaram depois a esfaquear quem encontravam na frente na área do mercado de Borough.

Os três atacantes já foram identificados pela polícia: Youssef Zaghba (22 anos), Khuram Sazad Butt (27 anos) e Rachid Redouane (30 anos).

Desde o atentado foram realizadas várias buscas domiciliárias e mais de 10 pessoas foram detidas, mas já foram libertadas.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • PALHAÇOS!
    07 jun, 2017 dequalquerlado 10:18
    Porque será que é sempre depois dos atentados e depois de morrer muita gente inocente é que eles fazem as detenções? Até aí nada fazem, mesmo que haja terroristas referenciados, mesmo que façam acusações quando se tem conhecimento de pessoas ligadas a terrorismo, mesmo que façam manifestações de ódio em praça pública, e por aí adiante... Ser for preciso quem vá preso ainda é quem critica estes irracionais. Ou então é visto como racista. O que me assusta já não é os terroristas é a estupidez daqueles que permitem o terrorismo. Depois dos atentados não falta detenções. Palmas para os idiotas! Pergunto, porque não fizeram nada quando houve pessoas a denunciar estes terroristas? Como se pode perceber uma coisa destas? Depois, todos os terroristas já eram referenciados, mas a palhaçada das autoridades não mexem com eles, são pessoas a merecer respeito como as outras, vá-se esperar que eles mudem de ideias, pela obra divina, e se transformem em gente boa, mas depois quem vai parar ao jardim das tabuletas são as vidas de muitos inocentes. Parece que haver estas mortes, ou haver possíveis atentados, já passou à banalidade. Estes líderes ingleses é que deveriam ser responsabilizados por estas mortes, deveriam ser todos presos e banidos da vida politica. Cambada de incompetentes! Idiotas!