O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Marcelo, rodeado de crianças, diz esperar que prevaleça bom senso quanto às Lajes

02 jun, 2017 - 14:50

De visita à Ilha Terceira, Marcelo Rebelo de Sousa diz que no que depender de Portugal, os acordos com os Estados Unidos devem manter-se.
A+ / A-

O Presidente da República afirmou esta sexta-feira, rodeado de crianças, que tem esperança de que prevaleça o bom senso no que respeita aos compromissos entre Portugal e os Estados Unidos sobre a base das Lajes, nos Açores.

Marcelo Rebelo de Sousa visitou a base das Lajes, na ilha Terceira, e estava no meio de cerca de 40 alunos da escola de ensino básico local quando os jornalistas lhe perguntaram se acredita que esses compromissos internacionais se vão manter.

“Não sei, naquilo que depende de nós, devem manter-se, é bom que se mantenham e é um desperdício não se manterem”, respondeu, acrescentando: “Como eu sou uma pessoa esperançosa, tenho sempre esperança de que o bom senso prevaleça. É sempre a minha ideia”.

Logo de seguida, o Presidente da República perguntou às crianças, filhas de militares e funcionários da base das Lajes e de residentes dos bairros circundantes, se “não acreditam no futuro”, ao que estas responderam em coro: “Sim”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.