O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Brasil. Temer acusado de receber um milhão de reais

20 mai, 2017 - 01:57

A acusação é de Ricardo Saud, ex-director de Relações Institucionais da empresa JF, em mais uma “delação premiada”.
A+ / A-

O Presidente do Brasil, Michel Temer, terá ficado com um milhão de reais (279 mil euros) de um total de 15 milhões do Partido dos Trabalhadores para financiar a sua campanha de 2014, na altura à vice-presidência.

A acusação é de Ricardo Saud, ex-director de Relações Institucionais da empresa J&F, em mais uma “delação premiada”.

Segundo a Globo News, os outros 14 milhões foram distribuídos por Temer por várias fontes, desde o Partido do Movimento Democrático Brasileiro, até um publicitário, passando por um intermediário do ex-deputado Eduardo Cunha.

Na gravação vídeo tornada pública, Ricardo Saud garante que Temer lhe disse: “‘Ó, Ricardo, tem um milhão, que quero que você entregue em dinheiro nesse endereço aqui’. O Temer falou isso. Na porta do escritório dele, na calçada. Só eu e ele na rua. Na Praça Panamericana”.


Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Horacio
    21 mai, 2017 Lisboa 16:47
    A verdade é que se criou no Brasil um sistema onde que não pagava não conseguia nada . Ou seja os empresários que não participavam da corrupção não participavam de nenhum contrato público .e tão simples assim . Um ciclo vicioso . Na política era algo similar quem não extorquia não tinha dinheiro para competir com as campanhas multimilionárias..isto começou com os partidos que queriam um caixa dois para suas campanhas políticas e se tornou uma roubalheira generalizada .quando as quantias chegaram a níveis incríveis. Só uma empresa desponibilizou 150 milhões de dólares numa conta forra do país para as campanhas de Lula e Dilma .segundo o empresário. E depois ainda lhe pediram mais 50 milhões. Isto só uma empresa.isso dá uma idea da quantidade que era desviado dos cofres públicos através de obras sobrefaturadas. Mas a culpa disto é não é só no Brasil que isto acontece é o povo .a população desinteressada que vota em qualquer um sem sequer pesquisar .o povo que não exige não protesta .nao liga .nao se informa. Que vota em partidos corruptos só porque eles mudam a cara do candidato. E como a frente nacional na França todos sabem que são racistas mas trocaram o pai por a filha e pronto já não é um partido xenhophobicracista.
  • isaltino
    21 mai, 2017 portugal 11:13
    Pois, só eu e ele na rua ! Um milhão em dinheiro! Agora falta a prova. Uma empresa que dá assim tanto dinheiro e como não acredito que ninguém dá nada a ninguém só por amor, parece-me que esta empresa , ou melhor, os seus donos, já deviam de estar presos. É como aqui com Sócrates e outros. Mas voltando ao Brasil, eu gostava de saber o que esperava ele depois de tomar o puder como tomou ?! O Sr. Temer, já tem idade e com certeza experiencia para saber que todo o homem se vende, a questão está no preço. Por outro lado, lá diz e bem o velho proverbio : QUEM COM FERROS MATA, COM FERROS MORRE e os traidores, nas GRANDES MÁFIAS, RARAMENTE ESCAPAM ÀS MÃOS DOS TRAÍDOS. Temer, tem a vida feita e o denunciante, também não vai parar longe.----