O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
Tem que ver no Fim-de-semana

Fim-de-semana dedicado aos museus e o regresso do Arcanjo tombado

19 mai, 2017 - 16:56 • Maria João Costa

Este sábado é a Noite Europeia dos Museus. São muitos os museus nacionais que vão estar abertos até á meia-noite.
A+ / A-

O Museu Nacional de Arte Antiga vai estar aberto até às 24h00, com entrada gratuita a partir das 18h00. Entre as 21h30-23h00 o espectáculo "Miguel e Los Angeles" no Largo José de Figueiredo em frente ao museu celebra o regresso à exposição permanente do Arcanjo São Miguel, após restauro. A escultura proveniente do antigo Colégio de São Patrício, onde hoje está instalado o Chapitô, foi derrubada por um visitante no ano passado. Agora o Chapitô apresenta um espectáculo circense com música de Rodrigo Leão. Teresa Salgueiro vai interpretar ao vivo músicas da sua autoria.


O Museu dos Coches, em Lisboa, reabre com entradas gratuitas no sábado e no domingo.

Em Lisboa, a segunda edição da iniciativa “Museus em Movimento” vai oferecer transporte gratuito entre museus. Das 18h00 e as 23h00 de sábado há duas rotas:

  • Rota 1 | Belém – Museu de Arqueologia, Museu de Etnologia, Museu dos Coches, Museu de Arte Popular e Palácio Nacional da Ajuda.
  • Rota 2 | Centro – Casa-Museu Anastácio Gonçalves, Museu do Azulejo, Museu do Traje, Museu do Teatro e Museu da Música.

ARCO Lisboa

Até domingo às 6 da tarde na Cordoaria Nacional decorre a ARCO Lisboa. São mais de 50 galerias de 13 nacionalidades que mostram o trabalho de artistas nacionais e internacionais. Além das obras de arte, há também um espaço para tomar um café, ver as publicações de arte e desfrutar do ambiente desta segunda edição da ARCO em Lisboa.

Onde: Cordoaria Nacional

Preço: 15 euros, com vários descontos


Fotografia de autor na Culturgest

A exposição "O Fotógrafo Acidental: serialismo e experimentação em Portugal, 1968-1980 " está patente na Culturgest em Lisboa. Apresenta as fotografias de artistas como Alberto Carneiro, Ângelo de Sousa, Helena Almeida, Jorge Molder, José Barrias, Julião Sarmento e Vítor Pomar. Ao mesmo tempo desta exposição são apresentadas obras do mesmo período da Colecção da Caixa Geral de Depósitos. Para ver há obras de Eduardo Batarda, Álvaro Lapa, João Vieira e Noronha da Costa.

Onde: Galeria 1 da Culturgest. Até 3 de Setembro

Preço: 2€. Entrada gratuita aos domingos


Cultura Tailandesa está de volta a Belém

O Festival da Tailândia organizado pela Embaixada do Reino da Tailândia em Portugal, com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, da Junta de Freguesia de Belém e da Fundação Museu Oriente conta com espectáculos de dança tailandesa, demonstrações de Muay Thai e "workshops" de gastronomia. Haverá ainda espaço para os visitantes experimentarem massagens tailandesas ou tirarem as suas dúvidas sobre este destino turístico.

Dias 20 e 21 de Maio (sábado das 10h00 às 19h00 e domingo das 10h00 às 18h00)

A entrada é gratuita


Porto. Cidade Global no Soares dos Reis

Se não viu em Lisboa pode ver agora no Museu Nacional Soares dos Reis no Porto a exposição “Cidade Global – Lisboa no Renascimento” que vai estar aberta ao público até 27 de Agosto no museu instalado desde 1940 no Palácio dos Carrancas classificado como imóvel de interesse público. Organizada pelo Museu Nacional de Arte Antiga.

Preço: 5 euros. Entrada livre -1º domingo de cada mês


Porto. Museu dos Transportes e Comunicações

Uma viola fabricada em metal e utilizada para contrabandear azeite entre Portugal e Espanha durante a II Guerra Mundial é o tema da sessão "Um Objecto e seus Discursos por Semana", que tem lugar este sábado no Museu dos Transportes e Comunicações, na Alfândega, pelas 18h00. Apesar da exigência da Alfândega, esta não conseguiu, ao longo do tempo, evitar situações diversas de contrabando. Prova física disso é o objecto da semana, uma viola em metal propriedade da Autoridade Tributária e Aduaneira.

Preço: Gratuito com entrada limitada à lotação do espaço


Portalegre. Não dar ponto sem nó

Abre ao público este sábado a Exposição "O Ponto e o Píxel" no Museu da Tapeçaria de Portalegre - Guy Fino, em Portalegre. É uma mostra das tapeçarias que revela o trabalho que artistas como Lourdes Castro, Eduardo Nery, Júlio Pomar, Almada Negreiros e outro fizeram para estas tapeçarias. Para ver até Maio de 2019.

Preço: 2.10 euros. Estudantes e reformados 1 euro. Grupos de 10 ou mais pessoas 1 euros


Gardunha. Literatura

Este fim-de-semana decorre a quarta edição do Festival literário da Gardunha. O encontro literário que decorre n’A Moagem regressa para falar da viagem e da(s) fronteira(s) que nela encontramos. Entre os convidados estão os escritores Afonso Cruz, Ana Margarida Carvalho, Tiago Salazar, João de Melo, entre outros. No sábado há um concerto da fadista Cristina Branco dedicado a Chico Buarque.

Preço: Gratuito


Setúbal. Capital do lego

A partir de sábado e ate ao próximo fim-de-semana Setúbal é a capital do lego. Para ver há uma exposição com cinco milhões de peças. São construções feitas por fãs portugueses e estrangeiros, patentes no cais 3 do porto de Setúbal. Há construções para todos os gostos, desde castelos medievais a robots futuristas, comboios em movimento, monumentos, esculturas gigantes, um circo e uma feira popular e obras que remetem para os universos de “Star Wars” e “Harry Potter”. Há também uma “playzone” para as crianças fazerem os seus Legos.

Onde: A partir das 10h00 de dia 20 no Cais 3 do Porto de Setúbal.

Preço: Crianças dos 4 aos 11 anos - 2 euros; maiores de 12 - 3 euros. Bilhete familiar - 8 euros.


Polvo na Ericeira

Até domingo, 38 restaurantes da Ericeira apresentam as suas propostas gastronómicas num festival em que o polvo é rei. Grelhado, em salada ou à lagareiro, são diversas as formas de saborear esta iguaria

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.