O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Autoridade Tributária espanhola ultima acusação contra Ronaldo

19 mai, 2017 - 16:04

De acordo com o "el confidencial", o internacional português terá desviado 150 milhões de euros, mas a sua defesa alega que não houve intenção de defraudar o Estado espanhol.
A+ / A-

O Fisco espanhol estará a ultimar a acusação contra Cristiano Ronaldo, por alegada fraude fiscal. O jornal electrónico "el confidencial" avança a notícia, enquadrada no chamado "Football Leaks", e explica que a Autoridade Tributária está a acelerar o processo, porque o caso prescreve a 30 de Junho.

O jogador português não terá declarado 150 milhões de euros às Finanças espanholas, relativos a direitos de imagem, e terá desviado esse dinheiro através de paraísos fiscais.

De acordo com a notícia publicada, a defesa de CR7 terá já admitido o desvio, mas argumentou que o jogador não teve intenção de defraudar o Estado espanhol.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • António
    19 mai, 2017 Lisboa 19:10
    A provar-se o crime, foi dado nome a uma infraestrutura adequada... um Aeroporto!!!
  • Manuel
    19 mai, 2017 18:51
    Se pudesse perguntava ao nosso querido Cristiano, para quê é que ele quer tanto dinheiro? Não tenho qualquer inveja, embora me faça alguma confusão, que ele ganhe mais num dia, que eu a minha vida toda. Volto a enfatizar; sirva-lhe de muito bom proveito.
  • Antonio Ferreira
    19 mai, 2017 Porto 18:23
    Estes são, alguns dos os exemplos que temos no futebol. Ronaldo, Figo ( em Espanha ) em Portugal nem se fala dessas situações porque nem vêm a público. Estes são os nossos ´´ heróis ´´, os exemplos que apresentamos, com frequência, no entanto escondemos estas situações lamentáveis e desnecessárias a quem tantos milhões ganha. Mas estes comportamento, são os herdados no país brando, que é Portugal. Nos estrangeiro tudo funciona de forma diferente. Seja o Ronaldo, Figo ou o genro do Rei, a lei é igual para todos. E isso faz toda a diferença, ou seja, mostra-nos a Justiça com mão de ferro e igual para todos. Aqui, ao contrário de outros países, o futebol é sistematicamente; endeusado, perdoado por todas as falhas, desvios, etc. Quem não se lembra da polémica Figo e a sua exigência de ficar isento de impostos, em Portugal, pelo que recebia na selecção de´´ todos ´´ nós ? É isto que define um país; desenvolvido, mais justo e com educação cívica que é o que falta ao nosso povo que devia ter uma consciência crítica, mais elevada, de forma a não permitir estas diferenças de tratamento. Olhemos para; Inglaterra, Espanha, Alemanha, etc. e vejamos como se comportam os jogadores nesses países e, como a justiça actual quando eles falham. Eu não posso apresentar aos meus filhos exemplos de pessoas que têm este tipo de comportamento, ou seja, serem apontados pela justiça por situações que podia e deviam ser evitadas, porque quem não tem nenhuma necessidade.
  • VICTOR MARQUES
    19 mai, 2017 Matosinhos 17:12
    Não teve intenção de defraudar o Estado espanhol?!!! Ingénuo!!!...