O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Ovacionado no Parlamento, Salvador Sobral pede mais apoio à cultura

19 mai, 2017 - 12:24

Os irmãos Salvador e Luísa Sobral, vencedores do festival da Eurovisão, assistiram nas galerias a mais uma aclamação – desta vez, pelos deputados.
A+ / A-
Salvador e Luísa Sobral saudados no Parlamento

Veja também:


Os irmãos Salvador e Luísa Sobral estiveram esta sexta-feira no Parlamento, onde assistiram a um voto de saudação pela vitória no Festival da Eurovisão, no passado fim-de-semana.

A saudação foi aprovada por unanimidade pelos deputados, o que foi recebido com aplausos por muitos jovens e crianças que se encontravam nas galerias, em visita à Assembleia da República.

No texto do voto, os deputados salientam que “é a primeira vez que Portugal vence este festival, que durante décadas deixou o país preso ao ecrã de televisão, como aliás voltou a suceder agora”.

“O reconhecimento do intérprete Salvador Sobral e da compositora Luísa Sobral foi assim também um momento de afirmação da universalidade da música e uma grande vitória para a língua portuguesa”, destaca o voto, que elogia também “o profissionalismo com que a RTP organizou a participação portuguesa em Kiev”.

Sobre a edição do próximo ano, que se irá realizar em Portugal, os deputados confiam que o país vai estar “certamente à altura da nossa tradição de bem receber e organizar estes grandes eventos”.

Salvador e Luísa Sobral levantaram-se e receberam também uma ovação dos deputados, de pé, que se viraram nas suas cadeiras para olhar para os dois irmãos.

Antes da votação, os irmãos Sobral foram recebidos em audiência privada por Ferro Rodrigues, presidente da Assembleia da República.

Já após a votação almoçaram na residência oficial do Presidente do Parlamento e, no final, Salvador Sobral disse que tinha pedido aos deputados para darem mais apoio à cultura. "Falámos sobre tudo, também sobre a cultura, pode ser que esta vitória dê uma fatia maior do Parlamento à cultura, que tem sido bastante esquecida."

O cantor admitiu que a melhor experiência até agora foi poder conhecer pessoalmente Caetano Veloso e contou que quando esteve com ele, depois de um concerto, o brasileiro lhe confidenciou que o concerto não lhe tinha corrido bem porque estava nervoso devido à presença, na plateia, de Sobral.

Já Luísa Sobral, autora da canção que venceu a Eurovisão, disse que as mensagens que os dois têm recebido de colegas músicos portugueses tem sido das coisas "mais especiais" e manifestou a esperança de poder, com este feito, encorajar mais pessoas a conhecer a música feita em Portugal.

[Notícia actualizada às 14h57]

Salvador "feliz" por dar visibilidade à música portuguesa
Salvador trouxe o caneco da Eurovisão. E fez história

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • José Lima
    20 mai, 2017 Carcavelos 10:11
    Mais um oportunidade para os deputados se encostarem a quem não teve qualquer apoio oficial para o sucesso. Oportunistas do costume.
  • Santos
    19 mai, 2017 Lisboa 22:15
    Não haja dúvida. Desde que o Costa foi para PM o país mudou. Agora somos os maiores. É no futebol, é com Fátima, agora até na música.
  • Ricardo
    19 mai, 2017 Lisboa 21:37
    Oh filipe.... este salvador fez o que o Tony Carreira, Amália, Abrunhosa, etc nunca fizeram ?? Nao sejas otario. Reparaste que nenhum deles concorreu ao festival ? O Salvador está a ANOS LUZ de chegar aos calcanhares dos artistas que falaste.
  • gostei
    19 mai, 2017 18:36
    Grande apresentação de Salvador Sobral e de sua irmã(aliás compositora da canção).Uma música criativa e que socialmente nos diz alguma coisa.A Rosinda aprecia mais a música pimba, mas por favor não trate o menino, por gajo! "vamo-nos apropriar do sucesso do gajo para mostrarmos la fora que somos os maiores!" .
  • Lavínia
    19 mai, 2017 Covilhã 16:20
    Ó Rosinda, está aÍ? AINDA????!!!!
  • Lavínia
    19 mai, 2017 Covilhã 15:53
    Vocês, lápis azul da Renascença, são demais, e cada vez mais iguais a vocês próprios! Não censuram - e bem, porque as ações ficam para quem as pratica - quem é ostensivamente ofensivo contra uma figura do governo, mas, ao invés, não publicam um comentário meu, não vá o insultante ofender-se! Sem mais comentários!
  • José Saraiva
    19 mai, 2017 Viseu 15:47
    Salvador, abre os olhos!...não te mistures com essa CORJA...fica-te mal , é só aproveitadores de ocasião.
  • José
    19 mai, 2017 Coimbra 15:47
    Já se compreende porque é que a festa foi grande.... Não desperdiçam oportunidades!
  • couto machado
    19 mai, 2017 porto 15:33
    Não percebo a presença do senhor Caetano Veloso na festa portuguesa...
  • Luís bento
    19 mai, 2017 Linda a velha 15:29
    O parlamento transformado num circo e numa feira de "fait-divers"... Ainda me lembro do enxovalho que o Santos Silva fez passar ao Tony Carreira por querer ser agraciado na embaixada de Portugal em Paris...