O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
Sporting

Corrosivo. Paiva dos Santos chama a Bruno "pai do 'tetra'"

11 mai, 2017 - 18:15

Sócio leonino arrasa anúncio de reatamento de relações entre Sporting e FC Porto, rotulando-o de "aliança estratégica" contra o Benfica. João Paiva dos Santos "convida" Bruno de Carvalho a demitir-se, ao invés de se tratar da saída de Jesus de Alvalade.
A+ / A-

João Paiva dos Santos considera Bruno de Carvalho o “pai do 'tetra' ” que o eterno rival Benfica se prepara para carimbar e classifica de “aliança estratégica” o retomar de relações institucionais entre Sporting e FC Porto.

Os dois emblemas vão retomar as relações institucionais interrompidas há quatro anos, de acordo com um comunicado conjunto assinado pelos directores de comunicação de dragões e leões, Francisco J. Marques e Nuno Saraiva, respectivamente.

Numa reacção a este anunciado aperto de mão entre Pinto da Costa e Bruno de Carvalho, o sócio leonino – que viu rejeitado um pedido de auditoria à gestão do actual presidente, nos termos por si propostos – entende estar-se na presença apenas e só de uma aliança contra o Benfica, o que desvirtua o que deveria ser o normal relacionamento entre instituições.

“O reatar de relações entre clubes é uma coisa de louvar, porque o futebol não deve ter guerras. Tendo em conta que não é disso que se trata e que é uma aliança estratégica contra terceiros, o Sporting deve seguir o seu caminho sozinho e não fazer estratégias com A para travar B. Bruno de Carvalho criticava isso. É um embuste porque faz aquilo que sempre criticou. O Bruno de Carvalho está prestes a ser o pai do tetracampeonato do Benfica. Vai tarde demais para evitar isso. Deveria trabalhar para o Sporting ser campeão e não fazer alianças com A ou B para, no final, ser ultrapassado por esses clubes", dispara, sem reservas, em entrevista a Bola Branca.

Jesus no "limbo". "Se calhar, o melhor é o presidente sair"

Sobre o tema Jorge Jesus, cujo futuro em Alvalade se tornou numa incógnita, após a derrota com o Belenenses (1-3), João Paiva dos Santos sugere a Bruno de Carvalho que se demita, ou que, em alternativa, seja Jorge Jesus a demitir-se.

Depois das críticas assumidas publicamente após a derrota com o Belenenses, o reafirmar da confiança em Jorge Jesus, assumido esta quinta-feira por Bruno de Carvalho nas redes sociais, encerra em si alguma incoerência, na leitura do associado verde e branco.

“Se ele (Bruno de Carvalho) apostou neste treinador que é competente, deveria fazê-lo mas também deveria saber quando parar. Ou sai o Bruno, ou sai Jesus ou saem os jogadores mas alguma coisa tem de mudar. Se calhar, o melhor é sair o presidente, porque um treinador que custa oito ou nove milhões de euros por ano será certamente competente. Ou sai Bruno ou saem os dois. É caro demais fazer apostas destas à custa dos sportinguistas. O presidente do Sporting responde muito a quente e, depois, alguém o aconselha a tomar outras posições. A seguir, vira o discurso. Já estamos habituados. Incoerência é um dos motes de Bruno de Carvalho", completa.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • José Cordeiro
    15 mai, 2017 Oeiras 20:30
    o bruno parece o Trump nas suas decisões e por isso,,,
  • Paulo
    12 mai, 2017 14:25
    Todas as equipas devem se unir e deixarem-se de guerras. Tanto se fala em FairPlay, este deve iniciar-se pelos dirigentes dos clubes. Aproveitem a vinda do Papa para fazerem pazes entre todos os clubes e sinceramente deixem-se de coisas fúteis. Muito bem Bruno de Carvalho e Pinto da Costa. Fazer fazer do futebol um desporto e não uma guerra que não trás nada de benéfico ao futuro dos clubes e aos jovens que pensam um dia em serem jogadores.
  • Leão de Amsterdam
    12 mai, 2017 Amsterdam 08:47
    Este paiva dos santos deve ser parecido com o madeireiro que ia ser presidente nas ultimas eleições dizer mal de todos e tudo e bota abaixo não chega podemos estar em desacordo com determinados pontos com o presidente mas ele é indiscutivel o homem forte que recebeu o apoio dos sportinguistas nas eleições e não é nenhum mercenario que o vai mandar embora Bruno é humano tem o direito de errar como qualquer outro,o Bruno é o timoneiro deste grande barco salvo na hora (H)quando estava prestes a afundar.O JJ não é o meu treinador mas enquanto for treinador do SCP todos o devemos apoiar não há outra possibilidade
  • A Martins
    11 mai, 2017 Braga 23:06
    Não representa nada, no universo sportinguista e ainda bem. É apenas um vendido que se deveria mudar para o Benfica.
  • João Mateus
    11 mai, 2017 Amadora 22:32
    Quem é este Paiva dos Santos?
  • ana
    11 mai, 2017 lisboa 21:57
    Unam-se e ponham-no na rua já o deviam ter feito, mas pelos vistos gostaram tanto dos resultados destes 4 anos e da história do pavilhão que votaram nele outra vez, sinceramente os Sportinguistas só estão a colher o que semearam, e querem mais do mesmo, não é o treinador ele é um bom treinador o mal está no Presidente, no Saraiva, no Octávio, no Barroso e em muitos outros membros da direcção, porque veja-se os grandes treinadores que o Sporting já teve no mandato de Bruno de Carvalho. Foi Leonardo Jardim, foi Marco Silva e agora Jorge Jesus, grandes treinadores que estão a fazer muito sucesso na Europa e vejam o tempo que duraram no Sporting, Jorge Jesus também já está farto, nem que viesse o Mourinho o Sporting era campeão e ainda acham que a culpa é dos treinadores? ou são burros ou masoquistas
  • Xpto
    11 mai, 2017 Lisboa 21:55
    O submarino vermelho não se cala. Acobardou-se nas eleições, mas continua de língua afiada. É ao serviço do Al Capone, também ...
  • Luque
    11 mai, 2017 Viseu 21:21
    Por outras palavras; quem é GRANDE não necessita de alianças!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Melhores que nunca, pequenos como SEMPRE!!!
  • H.J.ALMEIDA
    11 mai, 2017 Lisboa 19:59
    Este Bruno de Carvalho não é o presidente do Sporting...o verdadeiro presidente é o RICCIARDI... este manda e o bruninho obefece.
  • Fernando Barros h
    11 mai, 2017 Lisboa 19:43
    Este é um daqueles que não perde uma oportunidade para aparecer. Soluções é que não dá. Dispensamos papagaios.