O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Pai de menino curado agradece aos pastorinhos. "Sabemos do nosso coração que foi milagre"

11 mai, 2017 - 15:38

Detalhes da cura milagrosa do brasileiro Lucas, que levou à canonização de Francisco e Jacinta Marto, foram revelados pela primeira vez, em conferência de imprensa, no Santuário de Fátima.
A+ / A-
Pai de menino curado agradece aos pastorinhos. "Sabemos do nosso coração que foi milagre"
Pai de menino curado agradece aos pastorinhos. "Sabemos do nosso coração que foi milagre"

A história de Lucas, a criança cuja cura milagrosa abriu portas à canonização de Jacinta e Francisco Marto, pastorinhos de Fátima, foi relevada pela primeira vez, esta quinta-feira, numa conferência de imprensa dada pelo pai.

Numa declaração no Santuário de Fátima, João Batista revelou ao mundo a história de sobrevivência do seu filho, dando “graças a Deus pela cura do Lucas”.

“Sabemos com toda a fé do nosso coração que foi obtido este milagre pelos pastorinhos Francisco e Jacinta. Sentimos uma imensa alegria por ser este o milagre que levou à canonização, mas sobretudo sentimos a bênção e a amizade dessas duas crianças que ajudaram o nosso menino e agora ajudam a nossa família”, afirmou João Batista, emocionado.

Acompanhado pela mulher Lucila Yurie, João contou que Lucas, que está em Fátima mas não compareceu nesta conferência de imprensa, estava a brincar e caiu de uma altura de sete metros, no dia 3 de Março de 2013.

A criança, na altura com cinco anos, sofreu um traumatismo craniano muito grave. Chegou ao hospital em estado de coma e sofreu duas paragens cardíacas.

Os médicos avisaram que a família, natural de Juranda, no estado brasileiro do Paraná, devia começar a preparar-se para os piores cenários. Se Lucas sobrevivesse, poderia ficar com graves sequelas e até em estado vegetativo.

O pai de Lucas diz que, imediatamente, a família começou a rezar e pediu também às freiras carmelitas da comunidade próxima de Campo Mourão que rezassem pelo filho. "Mas a irmã com quem falei não passou o recado às outras porque pensou que o rapaz não iria aguentar-se", admite o pai.

Com as notícias do hospital a piorar, os pais de Lucas insistiram e pediram novamente ajuda ao carmelo. Desta vez, a mensagem passou e uma das irmãs foi imediatamente à capela. Uma vez lá, parou diante da imagem dos pastorinhos que está próxima do sacrário e sentiu-se impulsionada a pedir-lhes a intercessão. "Salvem este menino, que é uma criança como vocês", rezou a irmã, que depois insistiu com todas as outras freiras que deviam rezar apenas por intercessão dos pastorinhos.

As melhoras do Lucas começaram quase imediatamente. Dois dias depois, a 9 de Março de 2013, a criança foi desentubada e perguntou pela irmã, recebendo alta hospitalar passado pouco tempo, no dia 15.

Actualmente o rapaz encontra-se em perfeito estado de saúde, apesar de ter perdido tecido cerebral, algo que os médicos não conseguem explicar. "O que ele era antes, ele é agora", afirmou o pai de Lucas.

“Alegria”

"Sentimos uma imensa alegria por este milagre ter contribuído para a canonização dos pastorinhos, mas sobretudo sentimos a bênção da amizade destes dois pastorinhos que ajudaram o nosso filho e agora ajudam a nossa família", concluiu João Batista.

A família de Lucas encontra-se em Portugal para assistir à canonização. O próprio Lucas acompanha-os, mas não apareceu em público, uma vez que é menor e a família quer preservar a sua privacidade.

Nesta declaração aos jornalistas, a postuladora da causa dos pastorinhos Francisco e Jacinta, a irmã Ângela Coelho, destacou os muitos elementos que relacionam a cura de Lucas a Fátima.

"O Lucas cai e é uma comunidade de Carmelitas que vai rezar, pedindo com toda a intensidade a intercessão dos beatos Francisco e Jacinta. E Lucas, quando acorda, pergunta de imediato pela irmã Eduarda. Como não lembrar e pensar em todos estes dados que vamos tendo a partir do processo a presença de uma outra carmelita, a irmã Lúcia, de Francisco e Jacinta, e por isso ficamos comovidos sabendo que são duas crianças que cuidam de uma criança através da fé", afirmou Ângela Coelho.

A postuladora da causa dos pastorinhos revela outro pormenor que liga esta família a Fátima. João e Lucila casaram a 20 de Fevereiro, dia da festa litúrgica dos pastorinhos Francisco e Jacinta. Outro detalhe: a família pediu orações às irmãs carmelitas, a mesma ordem de que a irmã Lúcia fez parte.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Agostinho Couto
    12 mai, 2017 USA 01:00
    Para aqueles que nao acreditam ,,e uma opiniao ou opcao ,,mas no minimo dos minimos ,,respeitem os que pensam de forma difernte e ou acriditam ,,somos livres de pensar e dizer o que sentimos ,,,mas respeito nao e uma opcao ,,e um ,,dever ,, e grande ,,nao ,,desperdi'se esse momento ,, esse e que faz de nos ,,pessoas grandes ,, e nem sempre ,,grandes pessoas
  • Marco costa
    11 mai, 2017 C.b. 20:18
    Imaginemos agora que os pais tinham rezado a um calhau e o miúdo estava curado, teriamos então um calhau milagreiro! Triste Igreja que doutrina as pessoas que nem cordeiros. Não existe mal nenhum na religião (seja ela qual for) , o mal está naqueles que nela se apoiam para mudar mentalidades e afastar as pessoas da espiritualidade essa sim a verdadeira razão da crença. O mal está em quem acredita que todas as atrocidades serão perdoadas bastando para isso seguir as regras de um falso profeta. Cabe a cada um de nós no final da viagem (a vida) determinar se somos dignos de nos perdoarmos a nós próprios por todo o mal que causamos.
  • Daniel
    11 mai, 2017 Charneca da Caparica 20:04
    A nossa sociedade tenta abafar a voz de Deus e depois diz que Deus não existe. No tempo qie Jesus andou por cá existiram muitíssimos milagres, e ainda assim muita gente nao acreditou. Como entao seria possivel que acreditassem noa milgres dos nossos dias??? Ora como aquela imagem que existe que mostra Jesus a bater a uma porta e essa porta nao tem maçaneta o que significa que só se abrir a porta pelo lado de dentro, é a representação de Jesus a bater ao nosso coraçao. Se nao lhe abrirmos o nosso coração ele não entra, afasta-se. É o livro arbítrio ao qual temos todo o direito mas então..... As queixas só vêem de quem nao procura a Deus, pois quem procura sabes onde está o refugio. Venham as conversas que queiram, os milagres ainda hoje acontecem, as aparições tb. Só nao ve quem teima em não querer ver. Agora se houver honestidade intelectual, pesquisem, mas pesquisem muito e verão que se abre um leque de evidências. Nao vale a pena falar com "testemunhas que nao viram o acidente. Só as que viram podem testemunhar" percebem a analogia. Deu abençoe a todos!
  • José Portugal
    11 mai, 2017 Lisboa 20:01
    Tanga de Brasileiro, gostam mto de espectáculo com assuntos de fé. Sorte do miúdo. Com 4 anos cai de varanda em casa do meu avô materno, fraturei o crânio, estive 52h em coma, meus pais recusaram ser operado e aqui estou a caminho dos 70 anos.Sorte! Acredito que sim
  • Manuel
    11 mai, 2017 Araújo 19:30
    É por estas evidências que nos são por Ele concedidas que a nossa fé fortalece. Impressionante verificar que mesmo que Ele se mostre com toda a Sua glória, a estupidez humana O consiga negar.
  • António Ferreira
    11 mai, 2017 Viseu 19:03
    Será que a hierarquia da igreja católica pensa que estamos em 1917? Jacinta morreu com 9 anos. Francisco morreu com 10 anos. Cura milagrosa???
  • ANDRÉ MOTA
    11 mai, 2017 VILA DO CONDE 18:51
    PEÇO DESCULPA, MAS SE OUVE ALGUM MILAGRE, ESSE, FOI JESUS CRISTO QUE O CONCEDEU E NÃO N. SRA. DE FÁTIMA.... OS SANTOS NÃO EXISTEM, A NÃO SER QUE ME MOSTREM EM QUE PÁGINA DA BÍBLIA PODEMOS ENCONTRAR REFERÊNCIAS AOS SANTOS, PORQUE SE HÁ ALGUÉM QUE É SANTO, ESSE É DEUS E SEU FILHO JESUS CRISTO, QUE MORREU NA CRUZ POR TODOS NÓS!
  • Custódio Maciel
    11 mai, 2017 Lisboa 18:30
    Eu acho que este tipo de publicidade , até pode trazer dúvidas com respeito a estas questões de deus, santos e milagres e por aí fora ! Então quer dizer que os milagres não são para todos ! uns têm direito a safarem-se e outros não ? Eu sei que as pessoas têm que ter fé em qualquer coisa, mas isto chega a ser deprimente ! Eu já fui operado ás veias das pernas 4 vezes, e se não fosse o Dr. José Neves estava há que tempos no cemitério ! Por favor, só peço que não insultem a inteligência das pessoas mais atentas e arranjem outros argumentos para encherem os cofres do ultra luxuoso vaticano ! Gostava imenso que conseguissem editar este meu comentário ok ? Obrigado
  • Catarina de Macedo
    11 mai, 2017 Lisboa 18:29
    Cada caso é um caso. Há pessoas que se curam de forma inexplicável de doenças e males incuráveis e há pessoas que morrem, adoecem e sofrem atrocidades apesar das muitas intercessões que pedem. Das duas uma....Ou não há milagres ou os milagres são injustos porque não se aplicam a todos os que rezam por eles e que deles precisam. Num mundo onde há mais desgraça do que alegria, percebo que as pessoas se entusiasmem com facilidade...Mas não deixem essa alegria que é sua, servir de pretexto para dizer que Deus está lá para todos. Todos os dias morrem em todo o mundo milhares de crianças com fome. Acaso o pequeno Lucas será mais do que elas para receber ajuda divina e elas não?
  • Carlos Gonçalves
    11 mai, 2017 Seixal 18:20
    tirem-me deste filme...