O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-
Sporting

Bruno de Carvalho nega a saída de Jesus. "Foi e é a minha escolha para ser campeão"

11 mai, 2017 - 11:50

O presidente do Sporting usou as redes sociais para esclarecer alguns assuntos relacionados com o “histerismo colectivo” que diz ter-se instalado em volta do futuro do clube.
A+ / A-

Jesus vai continuar no Sporting. É Bruno de Carvalho que o assegura, colocando um ponto final nas dúvidas que se têm levantado, principalmente após a derrota com o Belenenses.

Numa longa mensagem publicado no Facebook, o presidente dos leões recorda que o treinador tem mais dois anos de contrato e é o treinador ideal para dar seguimento ao seu projecto.

“Jorge Jesus foi e é a minha escolha para ser campeão. Jorge Jesus é o meu treinador escolhido e enquanto existir a sintonia e amizade que tem sido a nota dominante destes dois anos é o treinador que considero ideal para dar continuidade a este projecto. A minha convicção mantém-se intacta”, escreve o dirigente.

Ainda sobre o técnico, Bruno de Carvalho remata para não deixar dúvidas. “Em termos de futebol o treinador que pretendo é um só, o qual com quem tenho contrato e o qual com quem me identifico com a sua qualidade, força de trabalho, ambição e exigência: Jorge Jesus", conclui.

Os recados e o esclarecimento de Bruno

Nesta publicação, Bruno de Carvalho ressalva, ainda, que não permite que a sua vida pessoal seja decidida por segundos ou terceiros. “Amo o Sporting CP, mas paternalismos e lições de Sportinguismo são coisas que não merecem o meu respeito. Sinceramente, o que as pessoas pensam sobre a data em que vou casar ou não, se dou entrevistas aqui ou ali, é-me indiferente.”

Face às críticas que lhe foram apontadas pelas declarações azedas que teceu no final do jogo contra o Belenenses no Domingo, assume a postura de descontentamento e afirma que não deixará de mostrar o seu desagrado para com a performance da equipa quando esta não for a melhor. “Não esperem de mim passagens de mãos pela cabeça, que não exija os títulos nacionais e europeus”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • José Proença
    11 mai, 2017 Castelo Branco 14:49
    Entendo que BdC, não queira assumir no imediato uma rotura. Entendo que se deve ter cuidado na solução da situação da incompetência demonstrada pelo técnico, demonstrada, principalmente, nesta última época que está prestes a terminar, Foram-lhe dadas, pelo menos no que veio a público, todas as possibilidades de construir a equipa à sua vontade. As suas escolhas deixam muito a desejar. Exclui jogadores da escola que em nada ficam a dever a alguma contratações efectuadas. Não lhe deve exigido a impossibilidade de transferência para os rivais, até porque num inquérito efectuado através do sapo a maioria votou, não desejar que não fosse para o clube da sua eleição. Sou Sportinguista e sou anti JJ desde a sua contratação. No Sporting C.P. não provou nada. Gostaria de ver estes senhores rotulados de grandes treinadores, com ordenados chorudos, que a maior parte de nós nunca vai ter na vida aquilo que eles têm num ano, e em alguns casos com jogadores de alto cabarito, treinar equipas, sem desprimor para os jogadores que compõem essas equipas, de categoria inferior, ainda que militem no primeiro escalão das competições. Pena é que estes nossos comentários fiquem por aqui e não tenham a projecção que deveriam ter. De qualquer das formas agradeço à Renascença o facto de nos dar a oportunidade de o manifestarmos. Bem-haja Renascença.
  • Pretoriano
    11 mai, 2017 lisboa 13:20
    Pronto, agora o jornal que publicou os famosos "sms" enviados aos jogadores do slb pelo treinador do scp antes de um derby, e os respectivos aliados desse pastim, vão dizer o quê??? O jornalismo em portugal, sobretudo o desportivo, nunca conheceu dias tão negros...!!!
  • tuga
    11 mai, 2017 Lisboa 12:37
    Quanto custaria a sua saída?? mais os milhões gastos a contratar aquela lixarada toda a que chamam jogadores?? vejam quantos milhões iriam ser gastos esta temporada, ........ onde iria o Sporting buscar dinheiro??? errado foi terem-lhe renovado o contrato!!!!