A+ / A-

Dia trágico nas praias portuguesas. Número de mortos sobe para quatro

01 mai, 2017 - 16:58

Um casal de espanhóis foi arrastado por uma onda na Nazaré, um homem afogou-se na Costa de Caparica e uma mulher morreu na Póvoa de Varzim.
A+ / A-

Quatro pessoas morreram esta segunda-feira nas praias portuguesas. A Marinha pede precaução aos banhistas, numa altura em que a época balnear ainda não arrancou.

A mais recente vítima do dia é uma mulher austríaca, de 66 anos, que morreu numa praia da Póvoa de Varzim, disse á agência Lusa fonte da capitania.

O acidente ocorreu ao início da noite, na praia da Lagoa, em Aver-o-Mar, quando a vítima passeava no areal, juntamente com o marido, e foram surpreendidos por uma onda, que os arrastou para o mar. O homem escapou com vida.

Horas antes, um casal de espanhóis foi arrastado pelas ondas e morreu afogado na Nazaré. O alerta foi recebido pelas 14h30.

"O piquete da Polícia Marítima recebeu o alerta de que um casalde idosos se encontrava em dificuldades junto à rebentação da praia da Nazaré", refere o comandante Pedro Dias, porta-voz da Marinha, em declarações à Renascença.

Foram enviados para o local uma mota de água, uma embarcação salva-vidas e um helicóptero da Força Aérea.

Ainda foram realizadas tentativas de reanimação em terra, mas os dois idosos, com 75 e 77 anos, acabaram por falecer.

Um homem de 32 anos faleceu na Costa de Caparica, quando nadava com mais dois amigos.

"Afastaram-se bastante da linha de praia e foram socorridos por surfistas que se encontravam no local, que os trouxeram para terra", explica o comandante Pedro Silva.

Um homem e uma mulher, com 26 e 32 anos, saíram ilesos, mas a vítima entrou em paragem cardio-respiratória, foi assistido no local pelo INEM, mas faleceu no Hospital Garcia da Orta, em Almada.

O porta-voz da Marinha alerta os banhistas que, nesta altura do ano, as praias ainda não têm activo o dispositivo de salvamento balnear.

[notícia actualizada às 23h36]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.