O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

23 casos de sarampo. "As pessoas têm todas que ser vacinadas"

17 abr, 2017 - 10:54

É uma das doenças infecciosas mais contagiosas, podendo provocar doença grave ou mesmo a morte. É evitável pela vacinação e está, há vários anos, controlada em Portugal.
A+ / A-

A Direcção-Geral da Saúde (DGS) alerta para a necessidade de os pais vacinarem os filhos “sem hesitação” e revelou que desde Janeiro foram notificados 23 casos de sarampo em Portugal.

Dos casos notificados, 11 foram confirmados pelo Instituto Ricardo Jorge e os restantes 12 estão ainda em fase de investigação.

O director-geral da Saúde sublinha a importância da vacinação e avança que novos dados serão divulgados num comunicado a emitir ao final da tarde. “As pessoas têm todas que ser vacinadas. Esta é a questão de fundo. Não há liberdade individual que possa justificar a ausência de vacina das crianças”, disse Francisco George.

A imprensa no fim-de-semana revelou que há seis casos de internamento por sarampo na região de Lisboa, um dos quais uma adolescente que teve de ser transferida em estado grave de Cascais para o Hospital D. Estefânia.

Segundo divulgou o “Expresso” no domingo à noite, a transferência foi feita para o Hospital D. Estefânia porque era a única unidade “com quartos de pressão negativa e cuidados intensivos necessários para este tipo de situações”.

Citando a directora-geral do Hospital de Cascais, o jornal revelou ainda que a jovem faz parte de um grupo de seis casos de menores que deram entrada em Cascais com sarampo.

A primeira infecção terá sido detectada numa criança de 13 meses, não vacinada, que deu entrada no hospital a 27 de Março, tendo depois contagiado cinco funcionárias, que como estavam vacinadas tiveram a doença mas de forma mais leve.

A DGS informou ainda que esta segunda-feira, pelas 18h30, emitirá um comunicado pormenorizado sobre este assunto.

O sarampo é uma das doenças infecciosas mais contagiosas, podendo provocar doença grave ou mesmo a morte. É evitável pela vacinação e está, há vários anos, controlada em Portugal.

Consideram-se já protegidas contra o sarampo as pessoas que tiveram a doença ou que têm duas doses da vacina, no caso dos menores de 18, e uma dose quando se trata de adultos.

Mais de 500 casos de sarampo foram reportados só este ano na Europa, afectando pelo menos sete países, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.