O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Papa saúda 80 anos da Renascença, "artista de excepção"

10 abr, 2017 - 13:21

A Renascença assinala esta segunda-feira 80 anos da sua fundação. E Francisco quis estar presente através de uma mensagem.
A+ / A-
Papa saúda 80 anos da Renascença, "artista de excepção"

O Papa Francisco saudou a Renascença pelos seus 80 anos e expressou a “viva gratidão da Igreja” pelo trabalho da emissora católica portuguesa.

Numa mensagem (em PDF) assinada pelo Angelo Becciu, substituto da Secretaria de Estado de Sua Santidade, o Papa Francisco saúda aqueles que “têm servido a Igreja através do trabalho diário” na Renascença, “que tem levado a todo o Portugal e ao imenso mundo lusófono o Evangelho de Jesus, semeando no coração da humanidade a entreajuda fraterna e a misericórdia de Deus”.

“No papel importante de narrador da boa notícia presente na realidade de cada história e no rosto de cada pessoa, aparece como artista de excepção a Rádio Renascença”, responsável por “múltiplas iniciativas evangelizadoras”, diz a mensagem.

O texto cita a mensagem do Papa no fim do Jubileu Extraordinário da Misericórdia. “É a hora de dar espaço à imaginação a propósito da misericórdia para dar vida a muitas obras novas, fruto da graça. A Igreja precisa de narrar hoje aqueles ‘muitos outros sinais’ que Jesus realizou e que ‘não estão escritos’”, afirmou.

A Renascença assinala esta segunda-feira 80 anos da sua fundação. Esta manhã, as quatro rádios do Grupo Renascença Multimédia (Renascença, RFM, Sim e Mega Hits) ouviram-se a uma só voz, numa emissão especial.

O presidente do Conselho de Gerência do Grupo Renascença Multimédia, padre Américo Aguiar, quer que a rádio possa celebrar o seu centenário no seu próprio canal de televisão.

Numa missa celebrada esta segunda-feira na capela de S. Francisco de Sales, nas instalações da Renascença em Lisboa, o cardeal patriarca de Lisboa deixou três conselhos para o trabalho futuro da emissora.

“Não gritar, não cortar, não desistir. E com este programa de Jesus Cristo nós podemos continuar porque ele está garantido pelo próprio Deus. Mesmo quando O quiseram calar, a Sua ressurreição falou mais alto e dois mil anos depois nós estamos aqui nesta Páscoa permanente na justiça de Deus no mundo, tal como se revelou na cruz do Senhor Jesus. Aí temos a glória e o futuro. Então assim, serenamente, não gritar, não cortar, não desistir por mais 80 anos e os mais que forem”, afirmou D. Manuel Clemente.

Quatro rádios, uma emissão, mais de quatro milhões de ouvintes
80 Anos Renascença. "Em nome de todos os portugueses", Marcelo agradece a rádio "pioneira e precursora"
"Bombeiros portugueses são exemplares"
Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Joaqum Santos
    10 abr, 2017 Tojal 20:09
    Os meus parabéns à Renascença.