|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Óbitos

A+ / A-

​Papa condena a “inaceitável tragédia” na Síria

05 abr, 2017 - 10:02

Francisco também lamentou o ataque no metro de São Petersburgo, que matou 14 pessoas.

A+ / A-
Papa condena "inaceitável tragédia" na Síria
Papa condena "inaceitável tragédia" na Síria

O Papa considera "inaceitável" o ataque ocorrido na Síria e voltou a apelar ao fim da guerra e à ajuda das populações.

"Assistimos horrorizados aos últimos acontecimentos na Síria, Exprimo a minha firme rejeição pela inaceitável tragédia ocorrida ontem na província de Idib, onde foram mortas dezenas de pessoas indefesas, incluindo crianças. Rezo pelas vítimas e seus familiares e faço um apelo à consciência de todos os que têm responsabilidade política, a nível local e internacional, para que acabe esta tragédia e se alivie esta cara população há demasiado tempo esgotada pela guerra", disse Francisco esta quarta-feira, na Praça de São Pedro, depois da audiência geral.

"Encorajo os esforços dos que, apesar da insegurança e dos problemas, se esforçam em fazer chegar a ajuda aos habitantes daquela região", apelou ainda..

O número de vítimas mortais devido ao bombardeamento químico de terça-feira em Khan Cheikhoun, no norte da Síria, subiu para 72, incluindo 20 crianças, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

A organização não-governamental alertou que nas últimas horas aconteceram novos bombardeamentos, realizados por aviões de guerra não identificados.

O Governo de Damasco e a oposição culparam-se mutuamente pelo ataque à localidade na província de Idlib, uma região controlada maioritariamente pelos rebeldes e facções islâmicas.

Dramático evento na Rússia

Francisco lamentou ainda o ataque de segunda-feira, no metro da cidade russa de São Petersburgo.

"O meu pensamento vai, neste momento, para o grave atentado de há dias no metropolitano de São Petersburgo que provocou vítimas e perdas na população. Ao confiar à misericórdia de Deus todos os que tragicamente desapareceram, exprimo a minha proximidade aos seus familiares e a todos os que sofrem por causa deste dramático evento", disse na mesma ocasião.

As autoridades russas responsáveis pela investigação confirmaram o nome de Akbarzhon Jalilov, de 23 anos, como o homem por detrás do atentado que matou 14 pessoas e feriu 51.

Papa recorda ligação de João Paulo II a Fátima
Papa recorda ligação de João Paulo II a Fátima
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Mara
    06 abr, 2017 Portugal 22:02
    Por Deus escutem este Homem que só quer a Paz e bem do Mundo!...