|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Fernando Santos. “Este Papa acordou-nos a todos”

02 abr, 2017 - 16:02

Seleccionador nacional esteve nas jornadas da juventude da diocese de Lisboa, juntamente com o cardeal patriarca D. Manuel Clemente.

A+ / A-

O cardeal Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, e o seleccionador nacional, Fernando Santos, marcaram este domingo presença nas jornadas da juventude congregam da diocese de Lisboa e falaram sobre o impacto do Papa Francisco.

O treinador campeão europeu rezou o terço com os jovens reunidos em Odivelas. No seu testemunho, Fernando Santos lembrou aos mais novos que têm de ir para a rua, para as periferias, tal como pede o Papa Francisco.

“Este Papa acordou-nos a todos, sem fugir nunca aos dogmas da Igreja e isso é muito importante, porque muita gente já está a fazer confusão. Acorda-nos para a parte das periferias, fora do ‘aquário’. O Papa diz-nos para andarmos na rua e não termos vergonha de dizer, eu sou de Cristo”, disse Fernando Santos.

O cardeal patriarca de Lisboa abriu o encontro. A intervenção de D. Manuel Clemente foi ao encontro da mensagem do Papa Francisco para as próximas Jornadas Mundiais da Juventude.

Segundo D. Manuel Clemente, o Papa tem uma atenção especial às pessoas e olha cada caso como se fosse único.

O patriarca dá o exemplo dos sínodos, em que Francisco aproveita as pausas para café para confraternizar com os bispos de todo o mundo.

“Ele fica por ali e forma-se logo uma fila enorme de gente para falar com ele. É bonito, isto. É muito evangélico, é o tempo libertado para Deus e para os outros. Tem a ver com uma atenção absoluta às pessoas, que depois nos ajuda a explicar outros pronunciamentos dele, em que prevalece sempre a atenção absoluta à pessoa, a cada pessoa e a cada caso”, sublinha D. Manuel Clemente.

As jornadas da juventude terminam este domingo. Durante a tarde, haverá espaço para alguns testemunhos. Os jornalistas João Miguel Tavares e Laurinda Chaves são dois dos oradores convidados.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.