O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Metro de Lisboa com percursos alternados na linha azul a partir de segunda-feira

25 mar, 2017 - 14:28

A partir de segunda e até 16 de Julho, das 7h30 às 10h00, os comboios na linha azul circularão alternadamente entre Santa Apolónia-Pontinha e Santa Apolónia-Reboleira
A+ / A-

A linha azul do Metro de Lisboa vai ter percursos alternados para a Pontinha e para a Reboleira a partir de segunda-feira, de forma a adequar a oferta à procura e optimizar recursos e material circulante, anunciou a empresa.

O modelo de circulação, que é temporário, é semelhante ao que já está em funcionamento na linha amarela (Odivelas-Rato).

"A partir da próxima segunda-feira, 27 de Março, e até 16 de Julho, das 7h30 às 10h00, os comboios na linha azul circularão alternadamente entre Santa Apolónia-Pontinha e Santa Apolónia-Reboleira", lê-se numa nota hoje divulgada à comunicação social.

Durante o período de vigência deste modelo de circulação, o Metro aconselha os clientes a terem especial atenção quanto ao destino do percurso indicado na frente dos comboios (Reboleira ou Pontinha), bem como à informação disponibilizada nos suportes de comunicação existentes na estação para o efeito.

A empresa integra a alteração no âmbito da "recuperação progressiva dos níveis de eficiência e da qualidade" do serviço, face ao plano em curso de recuperação da manutenção da frota.

"O Metropolitano de Lisboa reitera o seu empenho na prossecução das medidas necessárias que garantam a sustentabilidade e o aumento da qualidade do serviço que diariamente presta aos seus clientes e prosseguirá o seu propósito de servir, cada vez melhor, as necessidades da mobilidade em Lisboa", conclui.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • 26 mar, 2017 00:18
    O percurso é o mesmo fica é mais curto nas horas de ponta e o intervalo entre comboios vai ser muito maior para as estações alfornelos, amadora e reboleira,para quem fez uma publicidade tão grande com a abertura da estação de alfornelos para agora os passageiros esperarem mais tempo que os combois da cp.
  • André
    25 mar, 2017 Lisboa 17:46
    Será que, finalmente, vamos ver o Metro a recuperar dos últimos anos de desastre na forma de lidar com a prestação do serviço?
  • 25 mar, 2017 17:30
    é tudo muito bonito, muitos esforços etc etc, e para quem trabalha que utiliza a linha verde não há soluções ?? ou é só para quando há eventos que se lembram que são necessárias 6 composições (não me venham dizer que o problema existe apenas por causa de duas estações) isso é treta. Se existe alternativas para uma coisa também existem para outras.Todos os dias é uma vergonha composições super cheias e o Zé a pagar. Esquecem-se quem trabalha não tem transportes de qualidade e o Zé sempre a pagar
  • maria
    25 mar, 2017 amadora 17:12
    e a divida a aumentar.... a Maria a pagar... mas está tudo bem... o pessoal não refila e os funcionários fazem greve á hora de ponta... mas tudo bem... o povo aguenta, aguenta...
  • PAULO
    25 mar, 2017 AMADORA 17:10
    Mais uma vez o metropolitano de lisboa vai discriminar os utentes principalmente os que moram ou trabalham entre a pontinha e a reboleira pois em vez de terem comboios de 5 em 5 minutos passaram a ter de 10 em 10 ou mais, eu no meu caso deixarei de usar regularmente o metro e passo para a cp, só é pena é que recebam uma parte do valor do meu passe pois cada vez merecem menos cada euro pago.
  • Amaro
    25 mar, 2017 Lisboa 16:11
    É uma vergonha o péssimo serviço que todos os dias é prestado. Caiu uma cortina de silêncio sobre tanta incompetência. Onde estão as greves mensais do tempo da troika pela perda de qualidade do serviço? Infelizmente os utentes estão sempre em último lugar, seja lá quem for que mande. só somos chamados para pagar...
  • JFerreira
    25 mar, 2017 Lisboa 15:41
    Não sei de quem é a culpa, certeza tenho que minha não é, até porque mensalmente pago um balúrdio em passe. Mas contam-se pelo dedos de uma só mão, os dias de um mês, que não haja atrasos no Metro. Consequência disso , são as carruagens cheias. Existem galerias e túneis a precisarem de reparos, falta de manutenção e limpeza e escadas rolantes constantemente avariadas.