O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

​Detidos três suspeitos de matar homem após assalto a carrinha de valores

21 mar, 2017 - 10:53

O crime ocorreu em Sintra, na A16, em Fevereiro de 2016. Um empresário foi abatido a tiro, com a família a assistir, impotente, no carro.
A+ / A-

A Polícia Judiciária (PJ) deteve, esta terça-feira, três suspeitos de um assalto a uma carrinha de valores em Sintra que resultou na morte de um homem, em Fevereiro de 2016.

De acordo com fonte da PJ citada pela agência Lusa, outros três suspeitos deste assalto estavam já detidos, dois dos quais à ordem de outro inquérito. Todas as detenções ocorreram na Grande Lisboa.

Em comunicado, a Unidade Nacional Contra Terrorismo (UNCT) da PJ refere que "identificou e deteve mais três dos presumíveis integrantes de uma associação criminosa, à qual se imputa a autoria de um crime de homicídio" e de "um crime de roubo qualificado a funcionário de empresa de segurança", que integrava a tripulação de uma carrinha de transporte de valores assaltada em 28 de Fevereiro de 2016, em Lourel (Sintra).

Após consumarem o assalto, os suspeitos fugiram na direcção da Autoestrada 16 (A16), mas a viatura em que seguiam despistou-se, levando a que tenham, "com a utilização de armas de fogo, procurado roubar outras viaturas para continuarem a fuga".

"No desenvolvimento desta acção balearam um condutor que circulava com a família na A16, provocando quase de imediato a sua morte", adiantou a nota policial.

Entre os suspeitos que já estavam detidos, um tinha sido capturado ao abrigo de um mandado de detenção europeu.

As autoridades consideram que, com a detenção de mais estes três suspeitos, foi desmantelado um grupo que terá cometido "outros crimes de roubo a carrinhas de transporte de valores".

"Os elementos integrantes desta associação criminosa são detentores de antecedentes criminais, tendo alguns deles já cumprido longas penas de prisão pelo cometimento de crimes violentos", acrescenta a PJ.

A vítima mortal na sequência do assalto à carrinha de valores junto ao supermercado do Lourel foi atingida quando conduzia a sua viatura perto das portagens de Algueirão-Mem Martins da A16.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • rosinda
    21 mar, 2017 11:54
    Podiam fazer uns dispositivos mais artesanais como o pao! So porcarias electronicas comos cigarros de bruno de carvalho!