O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Passos Coelho. É uma “história da carochinha” esperar que Europa resolva malparado

20 mar, 2017 - 16:00

"Dizer que milagrosamente o problema se vai resolver porque na Europa se vai arranjar uma maneira de o resolver é a mesma conversa da carochinha e a conversa de cordel para os processos de reestruturação da dívida", sustenta o líder do PSD.
A+ / A-

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, defendeu esta segunda-feira que o Governo tem de assumir que resolver o problema do crédito malparado "vai custar dinheiro" a alguém, considerando uma "história da carochinha" dizer que este vai ser resolvido milagrosamente pela Europa.

Numa intervenção num almoço do Fórum de Administradores de Empresas (FAE), Passos Coelho estimou que faltam "limpar cerca de 20 mil milhões de euros" em imparidades e crédito malparado no sistema financeiro, dos 40 a 50 mil milhões existentes em 2011, defendendo que estes problemas possam continuar a ser resolvidos pelo próprio sistema.

"Há no entanto quem pense de outra maneira e imponha custos demasiados a todos para que o problema se possa resolver. Uma solução para limpar crédito malparado ou custa dinheiro ao Estado e aos contribuintes, ou custa dinheiro aos accionistas dos bancos ou custa dinheiros às empresas ou custa dinheiro aos clientes dos bancos", afirmou.

Considerando que o problema no sistema financeiro continua a existir, Passos Coelho alertou que "dizer que milagrosamente o problema se vai resolver porque na Europa se vai arranjar uma maneira de o resolver é a mesma conversa da carochinha e a conversa de cordel para os processos de reestruturação da dívida".

"É acharmos que alguém paga por nós e isso não existe", afirmou.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • APARAGALHOS
    23 mar, 2017 SÍTIO MUITO MANHOSO 16:57
    ... E TAMBÉM QUE OS PORTUGUESES NUNCA ESQUEÇAM QUE O GATUNO DE REFORMADOS TAMBÉM DISSE OUTRAS COISA, COMO: - OS PORTUGUESES TÊM QUE EMPOBRECER; - OS PORTUGUESES SÃO PIEGAS ; - O SALÁRIO MÍNIMO TEM QUE DESCER; - OS PORTUGUESES TÊM QUE EMIGRAR ; - QUE SE LIXEM AS ELEIÇÕES ; E OUTRAS BACORADAS QUE NÃO AS REPITO POR SEREM NOJENTAS ! Ah ... não pertenço a nenhum bando / partido / seita, MAS ESTE GOVERNO É O MELHOR QUE TIVEMOS DESDE O 25 DE ABRIL DE 1974. PENSAMOS ASSIM PELO SIMPLES FACTO DE A ESQUERDA ESTAR UNIDA E DEVE CONTINUAR ASSIM . . . SEMPRE ! ! !
  • este parasita
    21 mar, 2017 lis 13:33
    O que é que fez na vida para além da politica de colar cartazes e enganar os portugueses? Conhecem o currículo deste aldrabão?...
  • tugatento
    20 mar, 2017 Amarante 20:56
    uhuhuhuhhuhuhuhuhuhuhuhu, vai-te embora aldrabão.
  • historias
    20 mar, 2017 lx 20:55
    da carochinha andou este figurão a contar-nos, durante 4 anos que nos sugou as algibeiras e a paciência! Até piegas nos chamou! A desfaçatez como aparece agora a continuar a enganar os incautos e aqueles que ainda vão na conversa fiada e de premonição nem lembra ao diabo que ele próprio pretende que apareça para lhe salvar a cara, a hipocrisia e o cinismo que lhe fazem parte do ADN!
  • al
    20 mar, 2017 adelaide 19:27
    ... este "camarada" agora tem ca um PIU PIU..... quando estava no governo era so corta corta corta corta !!!
  • André
    20 mar, 2017 Lisboa 19:15
    Diz a mesma pessoa que mandou calar a sua ministra da Agricultura, quando deixou passar para os jornalistas, que o Dr Passos Coelho dizia que os problemas dos bancos eram para ser resolvidos entre do BdP e outras pessoas, que não os membros do governo. Depois, entregou os activos do BPN ao BIC num contrato LESIVO para o estado, pois o passivo ficou todo na posse do estado, as indeminizações aos funcionários do BIC que sairem até 2020, são pagas pelo estado e o BIC só tem de pagar os 20 milhões extra, se obtiverem 400 milhões de lucros até ao fim de 2018. No BES, Cavaco Silva e Paulo Portas declararam que o BES estava muito bem... enquanto que Paulo Portas mandava todos os membros do CDS transferirem tudo o que tinham no BES para o Deutsche Bank, o mais rapidamente possível. (Foi daqui que surgiu a informação que fez a Goldman Sachs despejar tudo o que tinha do GES em menos de 2 horas.) Portanto, como o Dr Passos Coelho, quando era governo atirava as responsabilidades para os outros, agora continua na mesma. Só uma pequena incoerência: É que uma decisão para salvar a banca, precisa da autorização da comissão europeia... como o Dr Passos Coelho muito bem sabe, só que não se lembrou dessa, porque há que fazer de conta que nunca esteve no governo, ganhou as eleições e roubaram-lhe o cargo.
  • portugues
    20 mar, 2017 portugal 19:14
    Ò passos vai trabalhar, tens corpo suficiente para a construção civil
  • Santos
    20 mar, 2017 Lisboa 19:11
    É incrível a quantidade de gente que por aqui anda a tentar negar a realidade. O que eles gostam é de quem lhes prega mentiras. Continuem a insultar o Passos Coelho, que isso vos vai valer de muito... Pobres diabos, quando acordarem já vai ser tarde.
  • Zé de Portugal
    20 mar, 2017 Oeiras 19:06
    Falou a 2ª sargenta lateira...
  • olha! olha!
    20 mar, 2017 lx 18:59
    Já liquidou o que deve à Segurança Social, ou ainda não ganha o suficiente para esse efeito?...