O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

FC Porto critica árbitro e atitude do Vitória de Setúbal

20 mar, 2017 - 09:59

Na "newsletter" diária do clube, os portistas apontam duras criticas ao antijogo do emblema sadino assim como erros da equipa de arbitragem liderada por Manuel Oliveira.
A+ / A-

O FC Porto mostrou, esta segunda-feira, através da "Dragões Diário", desagrado pela atitude do Vitória de Setúbal no jogo de domingo, no Dragão, que terminou empatado a um golo, apontando, ainda, vários erros do árbitro da partida.

"Ainda vamos ter de esperar mais algum tempo para ver o FC Porto assumir a liderança do campeonato, depois do empate a uma bola com o Setúbal, num jogo que ficará na história deste campeonato como o pior exemplo de antijogo desde o primeiro minuto. O árbitro Manuel Oliveira concedeu 12 minutos de descontos (final de primeira parte e final de jogo), mas isso não compensa as constantes quebras de ritmo provocadas pelo Setúbal, com inúmeras entradas da equipa médica em campo, mas nenhuma quando o resultado lhes era desfavorável - no total, a equipa médica do Setúbal entrou em campo sete vezes, três com o resultado em branco, quatro com o resultado empatado a um golo, num total de 9m26s de tempo perdido só nestas sete paragens. Mas o antijogo do Setúbal não se cingiu às assistências médicas, começou com o apito inicial do árbitro - aos cinco minutos já o árbitro avisava Bruno Varela para não perder tempo - e chegou a ser obsceno. Infelizmente, o crime continua a compensar e assim será enquanto não houver coragem de expulsar os jogadores infractores", lê-se na nota dos portistas.

"Como de costume, o FC Porto tem sérias queixas da arbitragem, que deixou passar três lances de penalidade, primeiro sobre André Silva, depois sobre Brahimi e novamente sobre André Silva. No segundo lance chega a ser caricato que árbitro e assistente não tenham visto a forma como Bruno Varela empurrou Brahimi. E assim se adulterou um jogo de forma grave, com clara influência no resultado. As armadilhas estão ao virar da esquina e só os mais desatentos podem ficar surpreendidos, mas todos estes episódios sucessivos são motivo para apoiarmos cada vez mais a equipa."

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Arturr Andre Miranda
    20 mar, 2017 Alcabideche 17:49
    Ja sao bem piores do que o Sporting a chorar sempre por penaltys
  • Marcus Simonini Ferr
    20 mar, 2017 Rio de Janeiro 17:25
    Quem não sabe dançar diz que o chão é torto...foram 97 minutos de incompentência. Agora vem o choro. No dia das Mentiras, uma verdade será reafirmada: Benfica, o maior campeão de Portugal. Rumo ao Tetra. 2 x 18
  • Marcus Simonini Ferr
    20 mar, 2017 Rio de Janeiro 17:21
    A culpa é de quem? Do Benfica, pois! É só ver a cor da camisola do árbitro! Só pode ser Encarnado. Mas porque será que deu 7 minutos ao Porto para que pudesse fazer o segundo golo?! Acredito que se a partida estivesse a acontecer até agora ainda estaria empatada. Rumo ao 36!
  • Vermelhão
    20 mar, 2017 Évora 14:24
    O recomeçar da choradeira é bom sinal.
  • Antonio Soares de An
    20 mar, 2017 Alfena 12:15
    Pois quando é na casa dos outros assobiamos para o lado.
  • Adelino Cadete
    20 mar, 2017 Condeixa-a-Nova 10:19
    Têm muito de que se queixar, para além da ineficácia, coitadinhos. Até tiveram um árbitro que deu mais tempo de compensação do que o que eles atribuem ao Calabote. Enfim, quando não se sabe jogar é o árbitro que tem a culpa.