A+ / A-

Concelhia de Lisboa aprovou Teresa Leal Coelho em reunião tensa

18 mar, 2017 - 11:30 • Paula Caeiro Varela

Líder da concelhia queixou-se de não ter sido ouvido sobre a escolha da candidata. Passos Coelho telefonou-lhe uma hora antes do plenário da concelhia
A+ / A-

A concelhia do PSD de Lisboa aprovou a candidatura de Teresa Leal Coelho à câmara da capital, apesar das críticas do presidente daquela estrutura. No plenário de sexta-feira à noite - uma reunião muito tensa - a moção de apoio à candidata escolhida pelo líder do partido foi aprovada por 76 votos a favor e uma abstenção.

O presidente da concelhia do PSD de Lisboa, Mauro Xavier, já tinha criticado, através do Facebook, o facto de não ter sido envolvido no processo de decisão do candidato do partido a Lisboa, mas, na sexta-feira, numa reunião com militantes daquela estrutura, esclareceu que já sabia da escolha. O líder do partido, Pedro Passos Coelho, tinha-lhe telefonado para o informar uma hora antes do plenário, com início marcado para as 21h00.

O nome de Teresa Leal Coelho, vice-presidente do PSD e muito próxima do líder, está a ser visto no partido como uma escolha de último recurso, que cola ainda mais Passos Coelho aos resultados que a candidata vier a obter.

As críticas estendem-se à forma como a concelhia conduziu o processo e foram audíveis na reunião do PSD/Lisboa, que, de acordo com participantes contactados pela Renascença, foi muito tensa, com vários militantes a chegarem a pedir a demissão do presidente da concelhia.

Segundo relato de uma fonte social-democrata, houve dezenas de intervenções a acusar a concelhia e a distrital de terem sido ultrapassadas por Passos Coelho pelo facto de terem conduzido o processo com base em "motivações pessoais".

Independentemente de concordarem com a escolha, os críticos de Passos não pouparam Mauro Xavier pela forma como a concelhia geriu o processo de decisão e pelo modo como o presidente da estrutura tentou, depois, desresponsabilizar-se da escolha. A reunião terá sido bastante "acesa" de acordo com a mesma fonte, com vários pedidos de defesa da honra e interpelações.

Passos Coelho remeteu para uma reunião da distrital, no domingo, 19, a aprovação formal do nome da candidata. Na terça-feira será concretizada a homologação na Comissão Política Nacional e o processo encerra.


guialiga19_20_banner
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • APARAGALHOS
    20 mar, 2017 SÍTIO MUITO MANHOSO 17:48
    ...coitada da Teresa, atirada para a fogueira, como um RFUGO do GATUNO DE REFORMADOS, que cobardemente, não se sujeita ao escrutínio do Povo de Lisboa !!! DIGNO DE UM FACÍNORA !!!
  • fanã
    19 mar, 2017 aveiro 18:46
    Boa escolha , vai ser um banho de agua gelada para o laranjal . PSD is dead !!!!
  • 19 mar, 2017 12:40
    A candidatura de Teresa Leal Coelho à Câmara de Lisboa é a morte do PSD nas legislativas de 2019, dada inclusivamente numa altura em que o partido já está moribundo...
  • Ficas aos bocados
    19 mar, 2017 Rio de mouro 12:17
    Carne para canhão.
  • Candidatura falhada
    19 mar, 2017 Caneças 12:10
    A teresa uma escolha que não vai fazer frente a ninguém . Ó pacos és o melhor a começar pelos do fim. Quando ela perder vais dizer que a culpa foi dos piegas dos portugueses.
  • NOMEAÇÃO = A DERROTA
    19 mar, 2017 S. PAIO 12:03
    A LOUCURA DESTA GENTE AO PONTO A QUE CHEGOU EM PROPOR ESTA MULHER A TERESA.
  • A derrota espera-te
    19 mar, 2017 Francelos 11:56
    O meu voto vai para o F. Medina. Votar nesta tipa era a pior coisa que eu podia fazer na minha vida. A política de sacar aos reformados, pensionistas e correr com os funcionários públicos. nada ter feito na Caixa e ver pacos andar a ventilar palavreado aos quatro ventos é melhor abrirem bem os olhos.Políticas de um passado amargo .
  • Alberto Marques
    18 mar, 2017 Lisboa 19:34
    "uma reunião muito tensa - a moção de apoio à candidata escolhida pelo líder do partido foi aprovada por 76 votos a favor e uma abstenção." Vejam já se não fosse "tensa."
  • Santos
    18 mar, 2017 Lisboa 15:36
    Mas, do que é que esta gente se queixa? Passos Coelho escolheu para candidata à Câmara de Lisboa de Lisboa, uma VicePresidente do PSD e que até já é vereadora dessa Câmara. Queriam melhor? O Medina que se cuide!
  • António Valente
    18 mar, 2017 SINTRA 15:26
    Mas o que é que esta PATA BRAVA vai fazer por Lisboa ? Em Lisboa ninguém conhece esta mulher e nos arredores muito menos