O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Pulseiras "Estou Aqui Adultos!" a partir do dia 20 de Março

16 mar, 2017 - 10:33

Programa é alargado a todo o país e permite, em caso de emergência, entrar em contacto com familiares ou cuidadores. Cada registo terá a validade de dois anos.
A+ / A-

O programa da PSP "Estou Aqui Adultos!" começa na próxima segunda-feira, dia 20 de Março. Após dois anos de fase experimental e limitada a utentes de algumas instituições, agora já pode pedir estas pulseiras que permitem uma mais rápida identificação de familiares, em caso de emergência.

“Este programa foi especialmente pensado para pessoas que, em função da idade ou de patologia, possam ficar desorientadas ou inconscientes na via pública, ainda que momentaneamente”, lê-se no comunicado da PSP.

Para obter uma pulseira é necessário fazer uma pré-inscrição na página do programa e levantá-la na esquadra seleccionada.

O programa prevê dois tipos de pedido, consoante seja o próprio utilizador a solicitar a pulseira (opção “Pedido pelo Próprio”) ou seja um cuidador ou uma instituição (opção “Pedido Instituição/Cuidador”).

Tal como nas pulseiras "Estou Aqui" para as crianças, as dos adultos também são gratuitas e não possuem qualquer dado de identificação do utilizador, de forma a salvaguardar a sua privacidade. São compostas por uma fita em tom neutro e por uma chapa metálica com um código alfanumérico, único para cada utilizador, que será descodificado pela PSP após uma chamada para o número de emergência (112).

As autoridades referem ainda que as pulseiras não disporem de GPS ou outro sistema de localização. As pulseiras também não são dispositivos de emergência para accionar socorro em caso de necessidade.

Cada registo terá a validade de dois anos, no fim do qual, que estiver interessado em continuar a usufruir do programa, deve efectuar novo registo.

"Qualquer pessoa que verifique outrem com sinais evidentes de desorientação e a necessitar de auxílio na via pública deverá ligar o número de emergência (112) e dar indicação do local onde se encontra podendo, caso verifique a existência da pulseira, indicar desde logo o código da mesma. Será, de imediato, accionado um carro patrulha para o local para garantir a segurança da pessoa e, em simultâneo, a Direcção Nacional da PSP entrará em contacto com os familiares, cuidadores ou amigos da pessoa encontrada para informar o paradeiro da mesma e, dessa forma, permitir um reencontro célere", explica a nota da polícia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Francisco Gomes
    16 mar, 2017 Lisboa 13:21
    O problema é que quer na modalidade pedido pelo pr´ oprio ou pedido para terceiros, o endereço vai dar a 404-NOT FOUND...