A+ / A-

Papa. Tirar trabalho às pessoas é "pecado gravíssimo"

15 mar, 2017 - 11:00

Francisco condena “as manobras económicas” e os “interesses menos claros” daqueles que deixam os trabalhadores sem emprego.

A+ / A-
Papa. Tirar trabalho às pessoas é "pecado gravíssimo"
Papa. Tirar trabalho às pessoas é "pecado gravíssimo"

O Papa Francisco classificou, esta quarta-feira, como “um pecado gravíssimo” tirar emprego às pessoas.

"Quem, por manobras económicas, para fazer negócios que não são totalmente claros, fecha fábricas, empreendimentos laborais e tira trabalho aos homens, esta pessoa comete um pecado gravíssimo", disse na audiência pública semanal, no Vaticano.

"O trabalho dá-nos dignidade e os responsáveis dos povos, os dirigentes, têm a obrigação de fazer todos os possíveis para que cada homem e cada mulher possam trabalhar e assim andar de cabeça erguida, olhar os outros nos olhos, com dignidade”, acrescentou.

A declaração improvisada do Papa surgiu quando deixava algumas palavras de solidariedade aos trabalhadores da Sky Itália, alvo de um processo de despedimento. A intervenção de Francisco foi pontuada com aplausos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • PRR
    15 mar, 2017 FDP 17:31
    Então onde estão os outros comentários, nojentos? Que vocês não publicaram , ou comentários como este idiota WTF éw que merecem ser publicados?
  • PRR
    15 mar, 2017 Pois é! 16:02
    Eu não pedi para publicarem o comentário dirigido àRR, mas sim dos outros que vocês ainda não publicaram. Tenham mais respeito por quem comenta. Pelos vistos os hipócritas, que são contra os trabalhadores, chamando-os de parasitas e discriminando-os estes é que têm o direito de serem publicados. Afinal de que lado estão RR? Quanto ao parvo que diz: ele agora é delegado sindical. Ele apenas está a ser consciente da triste realidade. Enquanto há noj-tos como tu que ainda o critica.
  • P/RR
    15 mar, 2017 pois,pois! 14:49
    Então os comentários que fiz, por onde anda? A RR meteu-os para o lixo? É que eu só disse palavras bonitas. Ou também estas são censuradas? Ah deixa cá ver o que está de serviço não vai muito com os meus comentários e joga-os todos no lixo.
  • observando idiotas
    15 mar, 2017 rqtparta 14:45
    Oh fernando ferreira, acho que és um bom católico, só pelo comentário. Aposto que és todo virado para o psd/cds, mas estes também podem ser considerados bons católicos, pelo menos na hora de ir à missa. Olha, eu não sou muito de ir à igreja, mas não tiro aos pobres para dar aos ricos! Deves ser um daqueles de se tirar o chapéu. (....) Sabes, muitos deviam era ter vergonha de por os pés na igreja!
  • WTF
    15 mar, 2017 V N Gaia 13:47
    Ele agora é Delegado Sindical....
  • Fernando Ferreira
    15 mar, 2017 Amadora 13:14
    Conclusão: vamos deixar de ter empresários católicos!
  • vs
    15 mar, 2017 Lisboa 12:45
    Nunca mais me esqueço que do que li num livro do Yuri Bezmenov que foi um desertor da ex. URSS...basta uma simples ideia do comunismo ser aplicada num regime democrático para este começar literalmente a ser destruído por dentro.
  • CAMINHANTE
    15 mar, 2017 LISBOA 12:27
    Mas os empresários estão-se marimbando para o pecado e os Governos também... que tal acusar uma das causas reais do actual desemprego na Europa e EUA ? A Globalização ao serviço da Alta Finança, disfarçada com laivos de humanitarismo...
  • Ora pois!
    15 mar, 2017 dequalquerlado 11:39
    É a triste realidade daquilo que se passa hoje em dia, as pessoas passaram a ser substituídas sem controlo por máquinas, para passarem a ser coisas descartáveis e sem direito à sua subsistência e à sua dignidade. O raciocínio de muitos ainda consegue ser muito abaixo dos animais irracionais. Muitas vezes despedem-se pessoas ou classificam-nas como se fossem um bocado de lixo, como não tivessem direito à sua dignidade, como se as consequências desastrosas, como o passar pelas piores dificuldades não interessasse para nada. Ainda vou mais longe. Tanto é pecado como uma falta de respeito muito grande. Anda se muitos usassem a inteligencia para que se pudesse acabar com a fome e a falta da dignidade a que as pessoas tem estado sujeitas cada vez mais, não, é ao contrário, cada vez se contribui mais que se retire o trabalho às pessoas, para que haja meia dúzia cheios de dinheiro e arrotando fartura e a maior parte passando fome. A grande verdade é que o ser humano é tão mau que acaba por se destruir a si mesmo. Claro, a sua estupidez não tem limites....Esta união eruopeia é um grande pecado, por exemplo ( ....)
  • Lourenço
    15 mar, 2017 Almada 11:32
    Por isso é que, e como a maioria dos grandes patrões são muito religiosos, nem lhes dão trabalho que é para depois não terem que lho tirar! Assim já não é pecado pois não?