O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
revista de imprensa

Juncker apresenta Livro Branco

01 mar, 2017 - 11:15 • André Rodrigues

Jean-Claude Juncker vai ao Parlamento Europeu apresentar o Livro Branco sobre o Futuro da Europa, mas são mais as interrogações do que as certezas quanto à integridade do projecto comunitário.
A+ / A-
Revista de Imprensa de temas europeus 01-03-2017
Revista de Imprensa de temas europeus 01-03-2017

“Livro Branco interroga em vez de dar respostas sobre futuro da União Europeia”, é o título do Público. O jornal escreve que o presidente da Comissão Europeia decidiu apresentar, não um roteiro para o futuro da União, mas antes um conjunto de questões relacionadas com diversos cenários. Aquilo a que Juncker chama de “avenidas alternativas” para o futuro da Europa. O Brexit, a realidade política europeia, as consequências da eleição de Donald Trump ou o drama humanitário dos refugiados. Desafios bastante ambiciosos que exigem uma resposta pronta dos decisores políticos, mas que têm esbarrado na desconfiança de várias capitais europeias. Segundo o Público, o texto de Jean-Claude Juncker deverá ser hoje aprovado pelo colégio de Comissários. Às três da tarde será apresentado no Parlamento Europeu.

Pode o futuro da Europa passar pelo papa Francisco? Possivelmente. Pelo menos, o jornal britânico Express escreve que os líderes europeus vão mesmo pedir esse auxílio ao Papa nesta tentativa de revitalizar o projecto de integração. É grande a expectativa em Bruxelas. Os líderes europeus acreditam que Francisco poderá trazer a coragem e o espírito de liderança que parecem faltar na resolução das crises que fragilizam e dividem o bloco europeu. O encontro entre o Papa Francisco e os chefes dos Governos da União terá lugar no dia 24 de Março, no Vaticano, precisamente um dia antes da Cimeira de Roma onde se vão assinalar os 60 anos da fundação da Comunidade Europeia.

Outro dos assuntos do momento: a ida de Durão Barroso para a Goldman Sachs e Bruxelas vai dar mais esclarecimentos sobre este caso. De acordo com o Diário de Notícias, a Comissão Europeia está disponível para responder de forma clara e transparente às dúvidas da provedora de justiça europeia. É a reacção do executivo comunitário depois de nesta terça-feira Emily O’Reilly – a provedora de justiça da União Europeia – ter decidido pela abertura de um inquérito à actuação alegadamente insuficiente da Comissão Europeia neste processo. Na sequência de uma queixa apresentada por actuais e antigos funcionários da União Europeia, já foi mesmo solicitada uma inspecção a fim de aceder à documentação referente ao parecer emitido pelo comité de ética da Comissão Europeia sobre este caso… a ida de Durão Barroso para o banco Goldman Sachs.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.