O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Fátima. Ourém aguarda confirmação do financiamento do Governo

24 fev, 2017 - 23:55

Autarca diz que só dará “o 'tiro de partida' após o momento em que chegar até nós um documento escrito a confirmar esta aprovação”.
A+ / A-

O presidente da Câmara Municipal de Ourém diz que as intervenções previstas para preparar a freguesia de Fátima para a visita do Papa Francisco, em Maio, aguardam a confirmação por escrito do apoio prometido pelo Governo.

"O Governo anunciou verbalmente a disponibilidade de um apoio de um milhão de euros para as intervenções previstas. Só devemos dar o 'tiro de partida' após o momento em que chegar até nós um documento escrito a confirmar esta aprovação informal", disse Paulo Fonseca na reunião da assembleia municipal de Ourém.

Segundo o autarca, foi apresentado pelo município um plano de intervenção no valor global de cinco milhões de euros.

"Das reuniões com o Governo, ficou a informação que será alocada uma verba de um milhão de euros de imediato para investimentos em 2017 na freguesia de Fátima. Ficou ainda acordado que no final da peregrinação de Outubro se faria uma reavaliação, ficando em aberto a possibilidade se formalizarem outras intervenções em novo contrato-programa", explicou Paulo Fonseca.

Segundo o presidente da autarquia, está "tudo pronto" para a intervenção avançar, mas "não devemos avançar já", sem a formalização do apoio.

Paulo Fonseca acrescenta ainda que "tudo está a ser feito para preparar uma peregrinação que envolve meios numa dimensão diferente do que é habitual".

"Vamos ter, dentro de alguns meses, um milhão de pessoas no mesmo dia em Fátima e oito milhões em todo o ano de 2017. Trata-se de uma operação de operação de grande envergadura, que envolve muitos meios, que precisa ser acautelada e, ao mesmo tempo, garantir uma boa imagem daqueles que nos visitam. Mas tudo está a ser devidamente acautelado", sublinhou o autarca.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • fanã
    25 fev, 2017 aveiro 17:01
    Com dinheiro publico ??? ..............discordo !