O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Fugiram 54 presos das cadeias nacionais nos últimos cinco anos

19 fev, 2017 - 12:41

Os dados foram divulgados este domingo pela Direção-geral de Reinserção e Serviços Prisionais após a fuga de três reclusos presos preventivamente em Caxias, em Oeiras.
A+ / A-

Nos últimos cinco anos fugiram 54 reclusos das cadeias portuguesas, tendo esta madrugada ocorrido a primeira evasão de 2017, com três detidos em fuga do estabelecimento prisional de Caxias.

Os dados divulgados este domingo pela Direção-geral de Reinserção e Serviços Prisionais após a fuga de três reclusos presos preventivamente em Caxias, Concelho de Oeiras, indicam que no ano passado ocorreram cinco operações de fuga que envolveram seis reclusos e que em 2015 fugiram dois presos das cadeias portuguesas.

Em 2014 evadiram-se 11 reclusos, em 2013 registaram-se sete evasões num total de nove evadidos e em 2012 verificaram-se 14 evasões com 23 reclusos.

A direção-geral sublinha que todos os reclusos evadidos nos últimos cinco anos, à exceção dos desta madrugada em Caxias, foram recapturados.

Após a fuga de hoje de três homens de Caxias, a DGRSP emitiu uma nota na qual explica que os reclusos conseguiram fugir a partir da janela da cela, ocupada por quatro detidos e que estavam presos preventivamente por furto e roubo.

Os reclusos evadidos são dois de nacionalidade chilena com 29 e 30 anos e um de nacionalidade portuguesa com 30 anos.

De imediato, segundo a nota, foi instaurando um processo de averiguações, a cargo do Serviço de Auditoria e Inspecção da Direcção Geral.

O estabelecimento prisional de Caxias, situado no concelho de Oeiras, é classificado como de segurança alta e está vocacionado essencialmente para reclusos preventivos.

[O título original tinha uma gralha na palavra "cadeias" que foi corrigida]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Em media
    19 fev, 2017 Lx 15:30
    Fugiram 11 por ano o que significa que só durante o governo de Passos fugiram 44...
  • rosinda
    19 fev, 2017 palmela 15:25
    Senhor heitor um preso foge uma vez porque razao ele nao ha-de fugir outra vez? O psd mente uma vez porque razao o partido socialista nao pode mentir outra vez? Um dia eu mato alguem porque razao no outro dia eu nao hei-de matar novamente?
  • E nos últimos 20
    19 fev, 2017 Pt 15:23
    Quantos fugiram?...noticia para encher!
  • Horacio
    19 fev, 2017 Lisboa 14:31
    Bem se capturarem estes 3 como aconteceu com os outros tudo bem. Cabe a populacao ajudar e mandar um recado que em Portugal bandido nao vinga .
  • ola
    19 fev, 2017 poro 13:31
    "Fugiram 54 presos das candeias nacionais nos últimos cinco anos" ou será "Fugiram 54 presos das cadeias nacionais nos últimos cinco anos" Obrigado pela atençao
  • Luis
    19 fev, 2017 Lisboa 13:13
    Fugiram 54 nos ultimos 5 anos. Mas, de cereteza que a Cristas Ronalda e os seus boys azul cueca desta vez vão exigir a presença da Ministra na AR. Com as armas da PS foi assim, mas não foi com as armas que desapareceram dos comandos, de Tancos e dos Fusos. Os direitalhopitecos Pafiosos vão aproveitar mais esta situação para um novo numero de circo igual aos muitos que nos têm habituado.
  • Sandro
    19 fev, 2017 13:04
    Querem dizer "cadeias"