A+ / A-

Governo vai reformular currículos das escolas. Ciências Sociais vão ganhar horas

18 fev, 2017 - 10:01

Cidadania e área de projecto vão regressar aos currículos escolares.
A+ / A-

O Governo vai reintroduzir as áreas de cidadania e de projecto nos currículos escolares. Há disciplinas que vão perder carga horária porque a ideia não é aumentar o número de horas que os alunos passam na escola. O secretário de Estado da Educação diz ainda ao Expresso que haverá ainda um reforço das ciências sociais.

“Tenho de emagrecer o currículo actual e fazer um reequilíbrio entre áreas”, disse o secretário de Estado da Educação ao semanário Expresso.

Ao mesmo jornal, o governante diz que há disciplinas como a Geografia e a História que têm poucas horas, tal como a Educação Física. Questionado sobre se as áreas sacrificadas são a Matemática e o Português, João Costa respondeu que “algumas terão de perder”.

Em declarações à Renascença, a presidente da associação de professores de Matemática, Lurdes Figueiral, está ao lado da vontade do Governo. “O que é mais importante é nos proporcionarmos aos alunos um currículo equilibrado nos primeiros anos de aprendizagem. O privilegiar do português e da matemática que tem havido nos últimos anos prejudicou o equilíbrio, e no caso da matemática foi claríssimo prejudicou a relação dos alunos com a disciplina. Não se trata de uma contagem de horas como quem conta espingardas.”

O Governo quer ainda reforçar as horas curriculares de projectos interdisciplinares que impliquem um trabalho entre professores e conteúdos de disciplinas diferentes. Trata-se de dar novo fôlego à área Projecto que segundo o secretário de Estado trouxe muitos bons trabalhos mas não foi plenamente assumida como curricular, e como não contava para a nota final foi desvalorizada.

O que se pretende é que estas actividades sejam agora valorizadas e sejam tão importantes como as aulas tradicionais, sendo sujeitas a uma avaliação tão válida quanto a de um teste escrito.

“Os testes são instrumentos de avaliação muito importantes, mas não podem ser os únicos”, argumenta o secretário de Estado.

Outra área a que o Executivo quer dar força é a da Formação Cívica que foi introduzida em 2001 mas desapareceu em 2012 com o ex-ministro da Educação, Nuno Crato. A forma como esta temática será abordada nas escolas ainda está a ser trabalhada como a secretária de Estado da Igualdade.

“Neste momento é algo que se faz nas escolas de forma voluntária. Mas para nós é evidente que o horário dos alunos tem de complementar. Se não, não vai acontecer”, resume João Costa ao Expresso.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Isabel Gonçalves
    21 fev, 2017 viseu 15:25
    Agora que melhoramos os resultados como o provam os resultados do pisa,voltamos novamente ao inicio e retiramos horas às disciplinas nucleares de qualquer currículo. Parabéns aos iluminados deste país. Maia uma reforma sem primeiro se aferir o que correu bem ou menos bem.
  • Maria de Fátima
    20 fev, 2017 Aveiro 18:02
    As Ciências Sociais permitem implementar valores de modo reflexivo. Sem tempo para reflectir, argumentar e articular numa ponte de entendimento entre passado e o futuro, não somos vanguardas de cidadãos pensadores e humanizados.
  • Fatima Padinha
    20 fev, 2017 Cartaxo 17:53
    Pedro Santos, a estranha língua usada em alguns comentarios, leva-me a concordar consigo! Pelos vistos, os tempos letivos atribuidos ao português, não foram suficientes! FP
  • Teresa Soars
    19 fev, 2017 Lisboa 15:57
    As áreas das Ciéncias Sociais devem ter um aumento de horas, pois não é possível leccionar o mesmo programa com menos horas.
  • Pedro Santos
    19 fev, 2017 Porto 11:47
    A avaliar pelo português escrito em muitos comentários julgo ser mais vantajoso manter o volume de horas da disciplina...
  • Maite Almasque
    19 fev, 2017 Fontanelas 08:56
    Ate que enfim! Desde que sou miuda pensei assim. Os examens nao podem ser a unica forma de evaluar um aluno..pq ha muitos motivos para tirar menos nota do que vwrdadeiramente sabe o aluno baixo stress. A matematica e o portugues sao materias importantes maa sao a causa de baixas notas tbn. A geografia e interessante e importante neste mundo global igual que a Historia mas podem invenrar uma forma mais divertida para aprender como representar uma peca de teatro. A Educaxao fisica essa e uma ,;para mim muito importante, nao so dazendo exercicios aborrecidos, mas practicando un desporto..isto aprendido de pequeno e um habito fantastico que ajuda ais jovens a ficar mais longe do computador w drogas As escolas twm que sar espaco para o desporto como ba America! Tems que diversificar a maneira de aprender e un controlo continuo com trabalhos e participacao nas aulas e uma evaluacao mais justa. Eu ensino linguas particularmente ecas mingas aulas sao divertidas. Os alunos falam primeiro e logo aprendem a gramatica...ral como os bebes! Assim deve ser! Espero ter ajudadoum bocadinho!! Comprimentos Maite
  • Aolonge vê-se melhor
    18 fev, 2017 Aolonge vê-se melhor 23:38
    Área de Projecto, já existiu e curiosamente foi abolida pelos socialistas no governo Sócrates. Agora são os mesmos socialistas que repõem a Área de Projecto. Por aqui se vê como não sabem o que querem, governam ao sabor do vento. Como o Povo também não sabe o quer para a vida, aplaude mas, sem saber porquê.
  • fr
    18 fev, 2017 portugal 21:28
    que tal publicar os comentários? dane-se as artes e a cultura, venha a cidadania e a matemática...tanto trabalho a escrever a justificar o porquê e depois só publicam o que interessa, a censura em forte em portugal...na renascença alguém ficou ofendido por não terem terminado o secundário
  • Alberto Mirra
    18 fev, 2017 Freamunde 20:55
    O relvas o relvas Badajoz a vista, ( diploma)
  • António
    18 fev, 2017 Portugal 20:31
    A propaganda política faz-se mais facilmente em disciplinas de ciências sociais. É esta a verdadeira motivação do governo e do bloco!