O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

​Paulo Rangel sobre o caso Centeno: "Trump desceu a Lisboa pela mão da esquerda"

17 fev, 2017 - 16:00

Em declarações à Renascença, o eurodeputado critica a esquerda por impedir a transcrição das mensagens entre o ministro das Finanças, Mário Centeno, e o ex-presidente da Caixa António Domingues.
A+ / A-

O social-democrata Paulo Rangel considera que "Trump desceu a Lisboa pela mão da esquerda" para criticar os acontecimentos recentes na comissão parlamentar de inquérito à Caixa Geral de Depósitos.

Em declarações à Renascença, o eurodeputado critica a esquerda por impedir a transcrição das mensagens entre o ministro das Finanças, Mário Centeno, e o ax-presidente da Caixa António Domingues.

“Se nós andamos aqui a criticar, como eu critico, Donald Trump porque ele quer impedir os tribunais de funcionarem e quer impedir os controlos de funcionarem, como é que não estamos aqui a criticar o Partido Socialista, o Bloco de Esquerda e o PCP por estarem a bloquear o trabalho de investigação da Assembleia da República. Isto é Trump em Lisboa ao serviço da maioria de esquerda e da ‘Geringonça’”, acusa o antigo deputado.

Paulo Rangel considera “absolutamente impensável” que a esquerda “tenha pedido um conjunto de informações e, depois, quando vê que as informações não são convenientes diz que elas não cabem no objecto da comissão e depois ainda vai fazer obstrução”.

O eurodeputado social-democrata defende que os tempos mudaram e que os deputados devem ter acesso às trocas de mensagens entre Centeno e Domingues, para esclarecer de uma vez por todas a polémica em torno das declarações de rendimentos e património dos administradores da Caixa.

“Há 20 anos, quando não havia telemóveis, emails ou internet, tudo se tramitava por documentos escritos e outras coisas deste género. Hoje, muitas das questões oficiais são tratadas através de correspondência de email e de SMS. Portanto, a questão da privacidade coloca-se, hoje, em termos totalmente diferentes do que se colocou no passado. Portanto, esse argumento não é válido dessa maneira”, sublinha Paulo Rangel, que já tinha defendido a demissão do ministro das Finanças.

PSD e CDS vão impor criação de umanova comissão parlamentar de inquérito à Caixa Geral de Depósitos, desta vez só para esclarecer o convite a António Domingues para liderar o banco público e as negociações subsequentes.

A Renascença apurou junto de dirigentes dos dois partidos que vão usar o direito potestativo para criar mais esta comissão. É possível criar comissões de inquérito parlamentar com as assinaturas de um quinto dos deputados. Foi assim que foi criada a comissão já em curso e PSD e CDS têm assinaturas mais do que suficientes para criar mais uma.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • fanã
    20 fev, 2017 aveiro 17:33
    Bem ....já que não se pode criticar este vosso protegido, após vários comentários meus . Persisto em dizer que este P.R é um asqueroso e repugnante individuo !
  • Pedro Rodrigues
    18 fev, 2017 Beja 23:30
    "Trump desceu a Lisboa pela mão da novela montada pela PAF"
  • este gajo
    18 fev, 2017 pt 17:22
    precisa de consulta de psiquiatria rapidamente! E não sei se é curável!...
  • Otário cá da quinta
    18 fev, 2017 Coimbra 12:02
    Isto é pior que o AGARRA QUE É LADRÃO ! Gosta que este melro me dissesse o que tem TRUMP com esta GAROTADA ! Quase acredito que por detrás desta MASCARA, deve estar uma CRUZ SUASTICA.
  • ao pedro miranda
    18 fev, 2017 lx 11:57
    Só que há uns que são mais iguais do que outros!...Centeno demonstrou que tecnicamente é competente e capaz, eventualmente não tanto como politico, e o que os portugueses e o país precisam é de pessoas que consigam pôr as contas publicas em ordem, que não só cumpram as previsões, positivamente, como as superem, coisa que a laranjada não perdoa por ter sido desmascarada. Assim atacam e servem-se de uma mentirola, que comparada com trapaças e aldrabices durante 4 anos do anterior governo e do chefe, é como uma gota de água no oceano! Gostaria de ter assistido aos deputados da anterior maioria terem-se demarcado e denunciado as constantes aldrabices que as suas lideranças, nos foram impingindo, entre elas que Bruxelas não permitia a recapitalização da Caixa e por isso teria de ser vendida a privados!...Isto sim, entre dezenas de outras, é uma aldrabice de lesa pátria!
  • leal
    18 fev, 2017 amadora 11:56
    Este também não passa dum pobre diabo nem se da conta da triste figura que faz
  • Luis
    18 fev, 2017 Lisboa 10:11
    Este protozoário direitalhopiteco Pafioso deve pensar que somo todos imbecis. O PSD e o CDS estão tão preocupados com a CGD. Qual a razão porque nenhum deles ainda exigiu uma listagem de todos os empréstimos "amigáveis" feitos a "amigos" nas ulttimas dezenas de anos e seus montantes? Todos sabemos que a CGD foi durante dezenas de anos uma coutada para as boyadas do PS/PSD/CDS que de bancos só percebiam de bancos de jardim e mal. Com essa listagem ficava-se a saber qual foram os boys e os partidos que mais "amigos" favoreceram e os montantes dessas "manigâncias". Disso fogem todos como o diabo da cruz e todo o mundo borrega mas ninguém exige. Os jornaleiros avençados por sua vez ajudam à festa.
  • Martelo
    18 fev, 2017 Martelandia 00:33
    És o maior, Rangel. Grande boca
  • Pedro Miranda
    17 fev, 2017 Aveiro 23:27
    São todos iguais. O Centeno já devia estar na rua, PS, BE e PC defendem o indefensável. PSD e CDS têm razão mas fariam o mesmo se estivessem no poder. E o povo vai sobrevivendo. Ah, e o Marcelo é um palhaço.
  • Fabricio Bonjardim
    17 fev, 2017 Lamarosa 19:17
    E o dotô Relvas pá? E o Passos "fuga à S. Social"? E a Maria SWAPS? E o Paulinho dos submarinos? E o Cavaco do BPN? Manca-te meu ppdolas.