O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Museu Nacional de Arte Antiga mostra “A Cidade Global"

17 fev, 2017 - 11:04

A exposição dedicada à cidade de Lisboa na época dos Descobrimentos vai estar patente até 9 de Abril, com entrada gratuita a 25 e 26 de Fevereiro.
A+ / A-

Dois quadros de um autor desconhecido, que retratam a vista da Rua Nova dos Mercadores na Lisboa pré-terramoto de 1755 servem de mote à exposição “A cidade Global – Lisboa no Renascimento”, que reúne 249 peças nacionais e internacionais e propõe uma viagem à capital portuguesa de outra época, através de sons, imagens e obras de arte.

A exposição abre na próxima semana, no Museu Nacional de Arte Antiga. “Haverá um grande filme que é feito especialmente para a exposição e que recria, a partir da pintura, o ambiente da cidade. Essa é uma marca especial da exposição: vamos sempre sentir que estamos na cidade”, indica o director do museu, António Filipe Pimentel.

Na mostra é reconstituída uma loja de porcelanas da época, são mostrados animais exóticos que chegavam a Lisboa vindos de outros continentes e ainda um Portugal aberto ao mundo.

“À medida que esta exposição se foi materializando, apercebi-me da oportunidade política, se assim quisermos, desta exposição”, refere António Filipe Pimentel.

“Por um lado, temos um país que está de novo a recentrar Lisboa e Portugal no mundo; por outro lado, o mundo, ele próprio, está numa evolução vertiginosa para paradigmas de encerramento de fronteiras, ao arrepio desta abertura que aqui está mostrada. Aqui mostra-se uma lição muito importante: é que o país foi grande e afirmou-se precisamente quando foi aberto”, conclui o director do museu.

A exposição abre ao público no dia 24, com entradas gratuitas nos dias 25 e 26 de Fevereiro, e é um dos temas em destaque no programa Ensaio Geral desta sexta-feira.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • 09 abr, 2017 Lisboa 21:59
    Não posso deixar de lamentar que uma Exposição com este tema tão fascinante e cuja apresentação resultou igualmente igualmente fascinante, não tenha ficado mais tempo patente aos portugueses. Há tanta Exposição bem menos interessante que se "arrasta" sem bem se perceber o porquê, enquanto que esta que hoje, dia 9 de Abril, termina no MNAA certamente continuaria com o MAIOR interesse, a ser visitada. Lamentável, é tudo e só, o que posso dizer!