O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Fundação Inês de Castro distingue escritores Rui Lage e Maria Velho da Costa

16 fev, 2017 - 00:01

Poeta Rui Lage premiado pelo seu livro “Estrada Nacional”,em que encerra um ciclo dedicado ao mundo rural.
A+ / A-

O escritor Rui Lage é o vencedor do Prémio Literário Fundação Inês de Castro, com a obra “Estrada Nacional”.

Depois de já ter distinguido nomes como José Tolentino Mendonça, Gonçalo M. Tavares ou Mário Cláudio, o prémio é atribuído ao escritor nascido no Porto e autor de sete livros de poesia.

“Estrada Nacional” é o livro de poesia com que Rui Lage encerra um ciclo dedicado ao mundo rural.

Nesta 10ª edição, o prémio carreira, o “Tributo de Consagração Fundação Inês de Castro” foi atribuído à escritora Maria Velho da Costa.

Ficcionista, ensaísta e dramaturga venceu o Prémio Camões em 2002 e, juntamente com Maria Isabel Barreno e Maria Teresa Horta, escreveu em 1972 o livro “Novas Cartas Portuguesas”, que foi proibido pelo regime de Salazar.

O júri do Prémio Literário Fundação Inês de Castro é composto por José Carlos Seabra Pereira, Mário Cláudio, Isabel Pires de Lima, Pedro Mexia e António Carlos Cortez.

A cerimónia de entrega dos prémios está marcada para 8 de Abril, em Coimbra.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.