|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Óbitos

A+ / A-

Marcelo aos jornalistas: “Sejam antipoder”

12 jan, 2017 - 20:53

"Sem jornalismo estável, forte e independente não há democracia sólida e de qualidade em Portugal", disse o Presidente da República na abertura do Congresso dos Jornalistas.

A+ / A-
Marcelo aos jornalistas: “Sejam anti-poder”
Marcelo aos jornalistas: “Sejam anti-poder”

Veja também:


Os jornalistas não se podem vergar ao poder, declarou o Presidente da República na abertura do Congresso dos Jornalistas, em Lisboa, onde manifestou preocupação com a precariedade na classe.

Convidado a abrir o 4º Congresso dos Jornalistas, intitulado “Afirmar o Jornalismo”, Marcelo Rebelo de Sousa lamentou que os profissionais da comunicação social tenham estado 18 anos sem se reunir e debater os problemas da profissão.

“Este congresso demorou tempo a mais a chegar, porque a precariedade enfraquece a vossa profissão-missão, porque ela é efeito de uma crise económico-financeira que ameaça a nossa comunicação social, porque sem jornalismo estável, forte e independente não há democracia sólida e de qualidade em Portugal ou em qualquer outra sociedade livre e plural”, declarou.

No Congresso dos Jornalistas, decorre até domingo no Cinema São Jorge, Marcelo Rebelo de Sousa, antigo jornalista e um dos fundadores do “Expresso”, deixou uma mensagem de incentivo, lembrando que há um limite que nunca se pode transpor.

“Nunca esquecer que o jornalismo só tem poder se nunca se vergar aos poderes políticos, económicos e financeiros, sociais, formais ou informais, vigentes. Antes deles se mantendo distanciado e crítico perante eles, se quiserem, sendo antipoder nesse sentido”, apelou o Presidente da República.

Apesar das dificuldades, os jornalistas não podem desanimar, porque estão a cumprir uma missão à comunidade.

“Acreditar sempre, porque se há experiência que o trabalhar em jornalismo tem em comum com o ensino é o apelo diário a não desanimar, a não desistir, a não renunciar no dever de testemunhar, de servir, de cumprir uma missão comunitária. Nunca cedam, nunca desesperem, nunca abdiquem dessa vossa missão”, apelou.

Na abertura do congresso, o Presidente da Republica sublinhou que a democracia precisa de um jornalismo forte e independente.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Alberto
    14 jan, 2017 Funchal 13:13
    Também podem ser ANTI-Marcelo? Ser ANTI - qualquer coisa já é errado.
  • rosinda
    13 jan, 2017 palmela 02:35
    senhor heitor ninguem tem coragem de fechar o curso de jornalismo por uns tempos ! depois e pior !!.
  • Dias
    13 jan, 2017 Lx 01:17
    Se os jornalistas tivessem a coragem de dizer tudo o que sabem, Portugal estaria muito melhor e muitos figurões da nossa praça não estariam a rir do ZÈ, mas infelizmente precisam também de ganhar para o leite dos meninos. O PR continua a dizer trivialidades e fazer apelos em todas as direcções, não passa disso.
  • rosinda
    13 jan, 2017 palmela 00:13
    esta na altura dos jornais e televisoes perceberem que as visalualizaçoes nao lhe dao merito!Vou dar um exemplo verdadeiro o meu filho e amigo no facebook de eduardo madeira mas perde tempo a ver o voce na tv . por este andar com as botas do pai qualquer um e grande homem!
  • Rosinda
    12 jan, 2017 palmela 23:55
    ja ha algum tempo que eu me venho a aperceber deste negocio! Com a morte de mario soares tive a confirmaçao parece que rebentou uma bomba atomica!
  • rosinda
    12 jan, 2017 palmela 23:37
    as coisas nao podem continuar assim ! qualquer jornaleco envia publicidade para os facebook deste e daquele com o fim de obter visualizaçoes .
  • FR
    12 jan, 2017 Portugal 21:08
    Sim Senhor! Aos Jornalistas: se as coisas estiverem más, ao invés de publicar bodegadas para visualizações, podem sempre ir ao IEFP para arranjar outros trabalhos