O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
fora da caixa

Referendo em Itália e primárias em França

07 dez, 2016 - 20:16

Vitorino e Santana comentam o referendo em Itália, que levou à demissão de Renzi, e as primárias em França.
A+ / A-
Fora da Caixa (07/12/2016)
Fora da Caixa (07/12/2016)

António Vitorino volta a dizer que é “contra referendos” mas que “mais do que um referendo, este em Itália era mais um plebiscito ao Primeiro-ministro” e correu-lhe mal. Já Santana Lopes diz que o referendo começou por ser uma ameaça para a permanência de Itália na moeda única, mas que acabou por “confinar-se o que estava em causa” aos problemas constitucionais e às reformas na lei fundamental italiana, e menos ao “factor Europa”.

Quanto ao futuro, “Renzi tem-me parecido mais virado para eleições”, afirma Santana Lopes, que não tem grande expectativa quanto ao futuro do Primeiro-ministro demissionário. Vitorino lembra que Renzi tinha 60% ded aprovação há apenas um ano, mas que perdeu tudo isso num ano e “sai pelas suas próprias mãos”, por culpa própria.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.