O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Carlos Gonçalves. "José Eduardo queria que Marco Silva não tivesse condições de continuar no Sporting"

07 dez, 2016 - 16:17

Empresário do ex-treinador dos leões foi ouvido no julgamento em que Marco Silva acusa José Eduardo de três crimes de difamação agravada.
A+ / A-

O empresário de Marco Silva considera que as declarações de José Eduardo, tecidas no final de 2014, tiveram o único intuito de assegurar que o técnico, na altura no comando do Sporting, não tivesse quaisquer "condições" de continuar em Alvalade.

Carlos Gonçalves foi ouvido, esta quarta-feira, no Campus da Justiça, em mais uma sessão do julgamento em que Marco Silva acusa o comentador desportivo afecto aos leões de três crimes de difamação agravada.

"A ideia de José Eduardo era que Marco Silva não tivesse condições de continuar no Sporting. Tentou voltar a massa adepta contra ele", atirou o agente do técnico, acusando ainda José Eduardo de ter "abalado a família" de Marco Silva.

Ainda assim, considera Carlos Gonçalves, a intenção de José Eduardo acabou por cair por terra. "O impacto foi ao contrário. O Marco saiu fortalecido com as acusações de José Eduardo. Foi profissional até ao fim", assegurou.

O julgamento continua na próxima terça-feira com as audições de João Coimbra, Rui Patrício, Augusto Inácio e Virgílio Lopes.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • I.
    07 dez, 2016 Lisboa 16:43
    É A LIBERDADE DE EXPRESSÃO ESTÚPIDO! O sporting e quem está ligado ao sporting pode tudo, difamar, cuspir, escrever que "só pensa na Luz a arder"...NÃO SE PASSA NADA! É A LIBERDADE DE EXPRESSÃO. Se forem outros a falar em conversas privadas dentro de camarotes presidenciais já existe delito e consequente punição. Tanto faz, quem perde é a justiça primeiro e o sporting depois. Vamos ver onde isto vai parar...os limites já foram ultrapassados há muito. Continuem a puxar a corda, um dia ela rebenta.