O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
trabalho sem fronteiras

FSE e Portugal 2020 ajudam na procura de emprego em Viseu

07 dez, 2016 - 14:08 • Liliana Carona

​Nesta edição do espaço Euranet vamos conhecer o Grupo de Entreajuda na Procura de Emprego. O projecto, co-financiado pelo Portugal 2020 e pelo Fundo Social Europeu, dá os primeiros passos em Viseu. Com o objectivo de ajudar cidadãos desempregados que sofrem de depressão, isolamento e solidão.
A+ / A-
Trabalho Sem Fronteiras (07/12/2016)
Trabalho Sem Fronteiras (07/12/2016)

Na reportagem que pode ouvir em versão áudio, a jornalista Liliana Carona foi visitar o GEPE Viseu, o Grupo de Entreajuda na Procura de Emprego. Um projecto co-financiado por fundos comunitários, e que é dirigido pelo programa Viseu Igual.

Em declarações à Renascença, a coordenadora - Ana Simões - explicou a missão deste movimento de apoio à criação de postos de trabalho "São grupos de pessoas desempregadas que se encontram regularmente para se apoiarem na procura activa de emprego", afirma.

Ana Simões espera que o projecto que agora se iniciou em Viseu se multiplique noutros locais. Os fundos comunitários "são canalizados para a inclusão dos cidadãos". O GEPE de Viseu arrancou no final de Novembro, portanto há pouco tempo, e está a funcionar ainda como uma "experiência-piloto". mais do que 10 pessoas por grupo não é recomendado", explica. A ideia não é a de "passar conteúdos ou formações e os participantes esterm numa posição passiva". Querem que as pessoas "tomem consciência do seu potencial".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.