A+ / A-

Congresso olha para a vida, obra e pensamento de monsenhor José de Castro

06 dez, 2016 - 15:48 • Olímpia Mairos

O bispo de Bragança-Miranda sublinha que José de Castro “é um enorme vulto da cultura portuguesa" que deixou “um enorme legado acerca de Bartolomeu dos Mártires”.
A+ / A-

A diocese de Bragança-Miranda e a Câmara de Bragança promovem, na sexta-feira, o congresso "Monsenhor José de Castro: vida, obra e pensamento", que assinala a passagem dos 50 anos da morte daquela figura da igreja de Bragança e da História.

O bispo de Bragança-Miranda, D. José Cordeiro, vê o congresso como "uma homenagem justa e mais do que necessária a um homem da História”, no qual se pretende “revisitar e descobrir o seu percurso biográfico”, bem como o “extraordinário legado cultural”.

D. José Cordeiro realça que monsenhor José de Castro (1886-1966) “é um enorme vulto da cultura portuguesa" e também de horizontes mais largos, por força dos "14 anos em que esteve na vida diplomática, ao serviço de Portugal junto da Santa Sé”.

Monsenhor José de Castro foi também um “notável presbítero de Bragança-Miranda”, que deixou “um enorme legado acerca de Bartolomeu dos Mártires”.

De entre as várias obras que publicou, destacam-se "Portugal no Concílio de Trento", em seis volumes, "Portugal em Roma", em dois volumes, "História da diocese de Bragança-Miranda", em quatro volumes, "e o escrito sobre Bartolomeu dos Mártires."

“Foi o monsenhor José de Castro que descobriu a bula que declarava Bartolomeu dos Mártires como venerável”, conta D. José Cordeiro à Renascença, acrescentando que, “a partir daí, tudo nasceu", porque esse trabalho "influenciou frei Raul Rolo a fazer a tese de doutoramento na Gregoriana, em Roma, sobre o mesmo tema".

Esse trabalho foi decisivo "para a beatificação" e espera D. José Cordeiro, para "a canonização e a proclamação de Bartolomeu como doutor da Igreja, porque ele está ao nível dos grandes, como dizia monsenhor José de Castro".

O congresso, que se realiza em Bragança, conta com a presença de investigadores de várias universidades e contempla uma cerimónia de homenagem às 12h00, com a colocação de uma lápide evocativa junto à sepultura do sacerdote, no cemitério da cidade.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.