O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Goleada sofrida na Luz não perturba Daniel Ramos

01 dez, 2016 - 12:21

O treinador do Marítimo está a montar uma estratégia para surpreender o Benfica e para ser o primeiro a derrotar os encarnados, na provas internas.
A+ / A-

Os campeões nacionais devem preparar-se para um encontro com o Marítimo bem mais complicado do que o último encontro entre as duas equipas. O Benfica goleou os insulares, por 6-0, há duas semanas, em jogo da Taça de Portugal.

Daniel Ramos coloca esse desafio na prateleira de um passado bem arrumado e avisa que a sua equipa está preparada para causar danos aos líderes da I Liga.

"A equipa está preparada para regressar às vitórias. Não somos uma equipa tão permeável como fomos na Luz, mas já não pensamos nesse jogo. Pelo meio já tivemos outro jogo, que ficou 0-0", disse o treinador, em conferência de imprensa, aludindo ao jogo disputado com o Desportivo de Chaves.

Potenciar o factor casa

Consciente de que pela frente terá um adversário "muito forte", Daniel Ramos lembra, inclusivamente, que o Benfica ainda não perdeu nas provas internas, mas candidata-se a ser o primeiro a surpreender os encarnados. "Benfica é muito forte, ainda não perdeu internamente e marca muitos golos, não tem fraquezas. Temos que esperar um dia mau do Benfica e um grande dia do Marítimo", sustenta.

O técnico espera também aproveitar a força do público no jogo de inauguração do renovado Estádio dos Barreiros: "Queremos com o factor casa contrariar o Benfica e explorar as nossas oportunidades. Temos uma grande oportunidade para mostrar o que somos e o que não fomos nesse jogo [6-0, da Luz]".

O Marítimo ocupa o nono lugar da tabela classificativa e recebe os líderes esta sexta-feira, às 20h30. O jogo marca o arranque da 12ª jornada. Relato na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.