O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

​Portugal prepara criação de agência espacial

30 nov, 2016 - 22:22

"Para nos lançarmos para uma maior e uma mais profunda actividade [na área do espaço], temos de começar a ir para os grupos de países que têm uma agência espacial, com profissionais", afirma o ministro da Ciência..
A+ / A-

Portugal está a preparar a criação de uma agência espacial, revela o ministro da Ciência, Tecnologia e do Ensino Superior, que a considera como "um dos principais desafios" para 2017.

"Estamos a preparar, com as empresas, naturalmente, a criação de uma agência espacial", disse à agência Lusa Manuel Heitor, sem adiantar pormenores.

"Para nos lançarmos para uma maior e uma mais profunda actividade [na área do espaço], temos de começar a ir para os grupos de países que têm uma agência espacial, com profissionais", sustentou.

Segundo o ministro, que falava na véspera do conselho ministerial da agência espacial europeia ESA, na Suíça, a "evolução no esquema de governança" da actividade espacial, em Portugal, com a criação de uma agência espacial, "vai ser um dos principais desafios em 2017".

"Diria que, nos últimos 15 anos, foi aprender a trabalhar com a ESA, a lançar um conjunto de actividades que eram inexistentes em Portugal [na área do espaço]. Dinamizou-se a actividade científica, mas, sobretudo, a actividade de empresas que não existiam em Portugal e a de empresas que cresceram. Agora, que já demos provas, queremos alargar a participação, lançar novos desafios para o Atlântico, e, para isso, precisamos de ter uma gestão e um sistema de governança mais adequado e moderno", defendeu.

À agência Lusa, o presidente da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), Paulo Ferrão, que acompanha o ministro na deslocação, na quinta e sexta-feira, à Suíça, afirmou, igualmente sem pormenorizar, que, "seguramente, no próximo ano", será estudada "a viabilidade da criação de uma agência espacial" em Portugal.

A concretização do que disse ser ainda uma ideia está "dependente de vários acontecimentos", como a criação, nos Açores, do Centro de Investigação Internacional do Atlântico.

Portugal é membro da ESA desde 14 de Novembro de 2000. A actividade científica e empresarial nacional no sector espacial é, actualmente, gerida num departamento da FCT, o Gabinete do Espaço.

No conselho ministerial da ESA, que se realiza na quinta e sexta-feira, em Lucerna, na Suíça, têm assento ministros dos países-membros com a tutela científica, tecnológica ou industrial.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Fausto
    01 dez, 2016 Lisboa 12:46
    O que é isto...qual espaço...balões e cápsulas de latão para nada num país que fornica milhares de milhões de euros dos contribuintes a salvar bancos carregados de marketing financeiro e depois os mesmos não financiam projecto nenhum...só há empréstimos para televisões e ir de férias...e agora vem com tretas espaciais...preocupem se é em tratar da floresta antes que vão parar ao espaço com bilhete só de ida...
  • APARAGALHOS
    30 nov, 2016 SÍTIO MANHOSO 22:44
    COMO É QUE UM SÍTIO MANHOSO COM + DE 130% DE DÍVIDA , COM FOME EM CHELAS E CONCERTEZA NOUTROS SÍTIOS, TEM DINHEIRO PARA ESTA LOUCURA ? ESTÁ TUDO GROSSO ?