A+ / A-

Papa recebe Scorsese após antestreia de “Silêncio” em Roma

30 nov, 2016 - 13:11 • Aura Miguel

Cerca de 200 jesuítas assistiram à rodagem do filme que aborda a evangelização do Japão. O Papa Francisco conhece o livro original e já confessou que em novo sonhava ser missionário naquele país.
A+ / A-
Papa recebe Scorsese após ante-estreia de “Silêncio” em Roma
Papa recebe Scorsese após ante-estreia de “Silêncio” em Roma

O Papa Francisco recebeu esta quarta-feira em audiência o realizador Martin Scorsese, que esteve presente numa antestreia do seu mais recente filme em Roma.

O filme “Silêncio”, baseado no livro do mesmo nome de Shusako Endo, é a concretização de um sonho de Martin Scorsese que, desde 1991, tentou transpor para o cinema esta obra que relata a presença dos missionários jesuítas portugueses no Japão do séc. XVII, numa época em que o cristianismo foi duramente perseguido.

Scorsese chamou um padre jesuíta para seu conselheiro, as filmagens decorreram essencialmente em Taiwan e ontem à noite a obra visionada em Roma por mais de 200 jesuítas, ainda antes da sua divulgação pública, prevista para Dezembro.

O Papa Francisco que, quando era um jovem jesuíta tinha o sonho de ser missionário no Japão, ainda não viu o filme, mas esta quarta-feira de manhã recebeu o realizador, com a sua mulher e filhas.

Scorsese ofereceu ao Papa dois quadros relacionados com os cristãos desta época, um deles com a uma imagem de Nossa Senhora, pintada por um japonês e muito venerada nesses tempos de perseguição.

Francisco disse que já leu o livro “Silêncio”, sublinhou a semente deixada nessa época pelos jesuítas e recordou o museu dos 26 mártires que hoje existe em Nagasaki.

A propósito deste filme, Scorsese disse numa entrevista que a religião católica moldou a sua educação em jovem, mas que agora, à medida que envelhece, as perguntas sobre o sentido da vida tornam-se mais frequentes.

À procura de respostas, o realizador garante que “a explicação da ciência só, não chega” e que “progredimos muito no exterior”, mas não “do ponto de vista interior”, relacionado com “a alma e o coração”.

O mais recente filme de Scorsese estreia em Portugal no dia 29 de Dezembro.


guialiga19_20_banner
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Gambuzino
    30 nov, 2016 Coimbra 19:28
    Pois é estes 3 padres Jesuítas (como muitos outros no Século XVII) passaram por aqui na sua formação. Sabe qual e onde fica o edifico onde se encontrava o refeitório dos Jesuítas ? Já agora sabe qual o local onde se encontra sepultado o primeiro oriental cristão, também o primeiro oriental a chegar á Europa ? É pena que a estreia deste filme em Portugal não seja realizada nesta cidade em memória destas figuras, mas se a UC, a CMC ou a RTC não demonstram interesse nesse momento passamos uma vez mais ao lado dos acontecimentos que tão uteis seriam em termos turisticos. Lamentável.
  • Gambuzino
    30 nov, 2016 Coimbra 19:01
    Pois é estes 3 padres Jesuítas passaram por aqui na sua formação. Sabe qual e onde fica O EDÍFICIO ONDE SE ENCONTRAVA O REFEITÁORIO DOS jESUITAS ?