A+ / A-

Ano Jubilar do Centenário das Aparições arranca domingo

25 nov, 2016 - 08:07 • Ana Lisboa

A abertura assinalada com a passagem da imagem de Nossa Senhora pelo Pórtico Jubilar e a celebração de uma missa na Basílica da Santíssima Trindade, presidida pelo Bispo D. António Marto.
A+ / A-

O Santuário de Fátima assinala este domingo o arranque do Ano Jubilar do Centenário das Aparições. A abertura será assinalada com a passagem da imagem de Nossa Senhora pelo Pórtico Jubilar e a celebração de uma Missa na Basílica da Santíssima Trindade, presidida pelo Bispo D. António Marto.

Esta cerimónia “significa que vamos entrar naquele que é o ano festivo por excelência, um ano de Acção de Graças, isto é, um ano de festa por tudo aquilo que o acontecimento de Fátima significa”, diz o reitor do Santuário de Fátima.

O padre Carlos Cabecinhas diz que esta é “a abertura de um ano em que somos convidados a experimentar a Misericórdia de Deus e a questão da indulgência está profundamente ligada à Misericórdia de Deus. É um ano de compromisso também, isto é, um ano em que festivamente lembramos as Aparições de Fátima, mas também nos comprometemos com a mensagem que Nossa Senhora aqui deixou”.

Neste domingo haverá “uma celebração significativa, porque partiremos da Capelinha das Aparições. Vamos levar a imagem principal de Nossa Senhora venerada na Capelinha, com a sua coroa preciosa, em procissão para a Basílica da Santíssima Trindade. Vamos atravessar pela primeira vez o Pórtico do Jubileu e celebraremos depois uma Missa na Basílica da Santíssima Trindade. E, no final, o senhor D. António (Marto) terminará com a Bênção Papal, com a anexa indulgência plenária”, descreve o padre Cabecinhas.

No final da celebração, será feita a oração de consagração a Nossa Senhora, "uma oração que queremos que assinale e acompanhe todas as celebrações ao longo deste ano no Santuário de Fátima”.

Simbologia do Pórtico Jubilar

O Pórtico Jubilar simboliza “a ideia de uma ‘Porta Santa’, não é uma porta física, mas é um Pórtico. É “um lugar de entrada e recorda-mos a Porta Santa do Jubileu, a Porta Santa que é Jesus Cristo que nos conduz até Deus”.

A forma deste Pórtico inspira-se no Arco Festivo construído no tempo das Aparições, no lugar que é hoje a Capelinha das Aparições.

Neste mesmo local vão estar disponíveis para os peregrinos o Itinerário Jubilar. O padre Carlos Cabecinhas explica que se trata de um “itinerário espiritual, com um conjunto de lugares a visitar e ainda com um conjunto de Orações que nós pretendemos que os peregrinos possam fazer. Este itinerário estará disponível em folhetos não apenas em português, mas também nas outras 5 línguas com que no Santuário habitualmente trabalha, para podermos chegar a mais peregrinos”.

Exposição marca arranque do evento

Apesar das cerimónias oficiais desta Jornada de Abertura decorrerem no domingo, no sábado esta iniciativa será assinalada com a inauguração de uma exposição evocativa da Aparição de Outubro de 1917.

É intitulada “As cores do Sol: a luz de Fátima no mundo contemporâneo” e poderá ser visitada durante todo este ano.

Segue-se a apresentação do tema deste Ano Jubilar pelo Bispo de Lamego, D. António Couto a partir do Salmo 125 “O Senhor fez maravilhas”. Vão ainda intervir nesta sessão o Reitor do Santuário, o padre Carlos Cabecinhas, na abertura e o Bispo da diocese de Leiria-Fátima, D. António Marto, no encerramento.

O Ano Jubilar inicia-se a 27 de Novembro e termina a 26 de Novembro de 2017.


guialiga19_20_banner
Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.