|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Acordo Ortográfico chega ao Supremo. Na net segue a petição por um referendo

17 nov, 2016 - 10:43

Como é que lê “espetadores”? Sabe que pode estar a falar de “espectadores”? O autor da acção que chega ao Supremo Tribunal Administrativo diz que “uma norma não deve variar ao sabor da forma como as pessoas pronunciam as palavras”.

A+ / A-

Contra o novo acordo ortográfico, cidadãos e professores entregam esta quinta-feira uma acção no Supremo Tribunal Administrativo. A acção impugna a resolução do Conselho de Ministros 8/2011, que manda aplicar o acordo de 1990 nas escolas.

“A ortografia deve ser uma norma e não deve variar ao sabor da forma como as pessoas pronunciam as palavras”, defende Artur Magalhães Mateus, autor da acção, uma iniciativa da Associação Nacional de Professores de Português (Anproport) e do grupo "Cidadãos contra o Acordo Ortográfico de 1990", constituído na rede social Facebook.

“Todos os problemas que estamos a ter, derivados do acordo ortográfico, devem-se a esta concepção científica, que é muitíssimo questionável. Uma norma para se escrever bem não pode dizer que ora se escreve assim ou assado, conforme uma pessoa esteja em Portugal ou no Brasil ou, mesmo em Portugal, diga ‘espectadores’ ou ‘espetadores’”, diz ainda, em declarações à Renascença.

Na opinião deste jurista e membro do grupo de cidadãos, o acordo de 1990 só prejudica a língua portuguesa. Se a acção judicial vingar, o acordo deixa de ser imposto nas escolas, pois não será vinculativo, e leva Artur Magalhães Mateus acredita que acabará por ser esquecido.

Questionado pela agência Lusa sobre se uma nova mudança na forma de escrever não iria confundir os alunos, responde que “regressar a uma grafia correcta e não responsável por novos erros é sempre positivo. Quando foi feita esta resolução do Conselho de Ministros, também ninguém questionou se seria penoso para as crianças".

Além disso, sustenta, a vantagem da mudança é uma grafia "muito mais lógica, mais fácil de aprender e que não causa erros como a de agora", tanto mais que, com o acordo de 1990, há palavras que estão a ser escritas e acentuadas de forma errada, defende.

A resolução do Conselho de Ministros 87/2011 (do XVIII Governo Constitucional, liderado por José Sócrates) mandou aplicar o acordo ortográfico de 1990 ao sistema de ensino, a partir de 2011/12.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • MARTIN
    09 mar, 2017 VALPAÇOS 17:21
    Os políticos incompetentes nunca deveriam ter assinado este acordo, sobretudo por estas razões. Nomeadamente para o português do Brasil não se afastar do de portugal. Agora pergunto e se o Brasil se continuar a afastar de nós em termos linguísticos, vamos necessitar de outro acordo dentro de alguns anos?
  • Francisco Manuel Fer
    09 mar, 2017 Parede - Concelho Cascaios 17:03
    Tenho participado deste o início e em diversos campos nesta luta contra a aberração. Podem conferir. Isto é um fato.
  • OSVALDO FERREIRA LEI
    09 mar, 2017 BRAGA 16:55
    Sou Licenciado em Português-Francês e ex- Professor Primário. Sou redactor permanente de dois semanários e neles sempre tenho manifestado a minha clara oposição ao Novo Acordo Ortográfico. Porquê? Por muitas e variadas razões. Este comentário não obedece ao Novo Acordo Ortográfico.
  • Joca
    09 mar, 2017 Terra 16:38
    Essa ideia do referendo é muito má, pois quer parecer-me que o zé-povo aderiu alegremente ao Aborto. Isso de pôr acentos e consoantes mudas nunca foi muito do seu agrado...
  • Entregues a quem ?
    09 fev, 2017 Vila Nova 15:54
    Idiotice de um pensador que pensava mal . Só que o Casaco selva deu luz verde ao caso. É isto que políticos fazem?
  • O que os políticos f
    09 fev, 2017 Lisboa 14:44
    Subservientes e ignorantes mais uma vez.
  • Luís Amorim de Sousa
    23 jan, 2017 Oxford 11:28
    O acordo ortográficodeve ser posto no lixo.
  • António Oliveira
    04 jan, 2017 Porto 20:51
    o acordo ortográfico foi mais uma socratinice
  • Emílio Corrêa
    19 nov, 2016 Carcavelos 18:03
    Discordo totalmente do acordo ortográfico, por várias razões. Creio que já é tarde para reverter a situação, mas tudo farei para que tal se torne realidade.
  • Graça Aguiar Pereira
    17 nov, 2016 "VILA BALEIRA" - PEDRAS PRETAS - PORTO SANTO 21:24
    SOU CONTRA O ACORDO ORTOGRÁFICO.