System.NullReferenceException: Object reference not set to an instance of an object. at masterpage_MasterPage.Page_Load(Object sender, EventArgs e) Renascença - A par com o mundo.
A+ / A-

Pedro Dias, o suspeito dos crimes de Aguiar da Beira, entrega-se à polícia

08 nov, 2016 - 21:54

O homem mais procurado do país contou à RTP que já se tinha tentado entregar antes e não admite ser o autor das mortes.

A+ / A-
Pedro Dias entrega-se à polícia. 28 dias de fuga em 270 segundos
Pedro Dias entrega-se à polícia. 28 dias de fuga em 270 segundos

Veja também:


Pedro Dias, o suspeito da morte de duas pessoas em Aguiar da Beira, entregou-se à polícia esta terça-feira à noite. O momento foi captado em directo pelas câmaras da RTP, que foi previamente informada pelos advogados do foragido.

Estava em fuga das autoridades desde o dia 11 de Outubro, depois de ter alegadamente morto um militar da GNR e um civil, e ainda de ter ferido outro GNR e uma mulher.

A advogada que representa o alegado homicida Pedro Dias, Mónica Quintela, disse à agência Lusa que o seu cliente decidiu entregar-se esta noite às autoridades perante jornalistas para "preservar a sua segurança e integridade".

Nas imagens, transmitidas na RTP 3, "Piloto", como é conhecido, é visto a entrar no carro policial, enquanto a jornalista faz o relato, tendo expressado alguma declarações que o fugitivo lhe terá feito antes de se entregar.

O homem mais procurado do país entregou-se em Arouca e foi transportado por inspectores para as instalações da Polícia Judiciária da Guarda.

Pedro Dias não admite ser responsável pelas duas mortes

Segundo a RTP, Pedro Dias decidiu entregar-se às autoridades porque não concebe ser um fugitivo para o resto da vida e por causa da sua família.

O suspeito contou à estação pública que já se tinha tentado entregar antes, mas que nunca sentiu condições de segurança.

Nas declarações à RTP, que serão transmitidas ao longo desta semana, Pedro Dias nunca admite ter matado ninguém nem ter roubado nada.

Conta que sobreviveu com os 60 euros que tinha no bolso, a comer nozes e castanhas e com alimentos que encontrou em casas desabitadas na região.

Pedro Dias é suspeito de ter matado duas pessoas em Aguiar da Beira, Guarda, um deles um militar da GNR, e de ter ferido outras duas. Andava fugido às autoridades há quase um mês.

O Ministério Público chegou a emitir um mandado de detenção europeu.

Durante o último mês, Pedro Dias foi alegadamente avistado por vários populares, em S. Pedro do Sul, distrito de Viseu; em Arouca, distrito de Aveiro, de onde é natural. Também em Vila Real e até na Galiza, Espanha.

A Polícia Judiciária da Guarda remete informações à comunicação social para um conferência de imprensa a ser convocada pelo director do departamento, sem precisar data ou hora.

Advogada combinou tudo com o director nacional da PJ

Eram cerca das 20h30 quando o telefone do director nacional da Polícia Judiciária. Almeida Rodrigues tocou. Do outro lado da linha estava Mónica Quintela, advogado de Coimbra, que dizia representar o fugitivo de Aguiar da Beira.

O objectivo do contacto era combinar a entrega do fugitivo às autoridades, mas apenas à Polícia Judiciária.

Almeida Rodrigues e a advogada acertaram os termos do encontro. Pouco depois, dois inspectores da Judiciária avançaram para o local combinado, em plena cidade de Arouca, junto à Câmara Municipal.

Foi aí que Pedro Dias foi algemado, colocado dentro de uma viatura da Judiciária e imediatamente conduzido para as instalações da PJ na Guarda.

De acordo com algumas fontes contactadas pela Renascença, os investigadores já estavam, há alguns dias, a vigiar de forma mais atenta a cidade de Arouca. Era para aquela zona que apontavam as mais recentes informações que o Ministério Público e a PJ tinham sobre este caso.

Era naquela zona que se encontrava a equipa de vigilância da Judiciária que foi criada, especificamente, para este caso.

Foram dois elementos dessa equipa de vigilância que concretizaram a detenção do homem mais procurado de Portugal.

Pedro Dias foi levado para a PJ da Guarda. Deverá ser levado perante um juiz apenas esta quarta-feira ou, mais provavelmente, na quinta-feira, para que sejam decretadas as medidas de coacção.

[notícia actualizada às 23h57]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Tragédias
    13 nov, 2016 Mogadouro 19:34
    Enigmas por desvendar. Nada foi provado.
  • Pieidge
    12 nov, 2016 Santarém 21:31
    Alguns indivíduos da zona de Arouca que trabalharam com a minha mãe, garantem que em relação ao Land Rover. O dono dele é amiguíssimo do Pedro Dias, e que ambos já chegaram a ter negócios juntos. Acho que deram a entender que foi o dono do Land Rover que o emprestou ao Pedro Dias, e se calhar o ajudou a fugir. Aliás, o dono só fez queixa ao fim de 2 dias e em Arouca muita gente sabe que eles eram amigos, só as forças de segurança é que não.
  • Vasco
    11 nov, 2016 Viseu 23:52
    Ao ler e ou ouvir tanta notícia e comentários sobre este triste assunto as pessoas acabam por ficar confusas, por exemplo e a propósito de confusão, alguém disse num determinado canal: O Pedro Dias teve de certeza alguém que o ajudasse, até porque estava bem vestido bem lavado e até tinha engordado durante o período em que andou fugido às autoridades, de seguida disse: Só não fugiu para o estrangeiro, porque apenas tinha € 60,00 no bolso e com tão pouco dinheiro seria completamente impossível ausentar-se para fora do País. Concluindo dinheiro não apenas pão! Não foi com certeza por mal mas ele à gente! Oxalá a verdade venha ao de cima e que o culpado ou culpados seja ou sejam exemplarmente punido (s)
  • Muitas interrogações
    11 nov, 2016 Alfândega da Fé 10:21
    Quantos e quantos polícias já foram expulsos por vários motivos . É através da comunicação social que estes casos são dados a conhecer ao público. Neste caso como o Domingos Peixoto analisa muitas pessoas se interrogam perante os acontecimentos e pormenores dos mesmos. O homem é acusado de todos os lados, por vezes de forma deturpada. Quantos inocentes foram condenados e quantos condenados passaram a inocentes. Cabe à justiça apurar os factos .Qualquer individuo que se sente culpado esconde a cara e apresenta nervosismo . Neste caso a pessoa deu entrevistas manteve-se calmo e disse que ia apresentar provas. Comparar um sujeito destes ao palito é um absurdo . Ter a barba feita ou não ter, estar penteado o que é que isso tem a ver com o caso. O homem provavelmente ao principio andou fugido , pelos motivos que relatou , medo de ser morto etc.. Depois alguém lhe deu guarida e como tal cuidou da sua apresentação. Com tão puco tempo e já ter mil e oitocentas folhas de papel no processo nota-se que há muita escrita e ainda está no começo. Concordo plenamente que vai haver surpresas.
  • Domingos Peixoto
    10 nov, 2016 Vila Nova de Gaia 21:51
    Muita coisa terá de ser esclarecida, O porquê de ser abordado pela GNR? Qual a razão de um homem que tinha acabado de ter o poder paternal sobre a filha, faria uma atrocidade destas? Haveria outra motivação, que não a simples identificação, por parte da GNR? Será que haveria ligações com pessoas desavindas?Que bala matou o GNR? Que balas mataram ou feriram o casal? Porque é que o GNR ficou com o Cartão de Cidadão dele no bolso? Tudo isto fica no ar, mas acho que vai haver muitas surpresas.
  • É o que se irá ver
    10 nov, 2016 S. João 07:59
    Terá Pedro Dias cometido os crimes de que é acusado?
  • rosinda
    09 nov, 2016 palmela 23:11
    o jose cid tem o relogio atrazado o concerto no cafe central foi no domingo!
  • rosinda
    09 nov, 2016 palmela 22:45
    vou ver o programa do herman e ja estao com muita sorte!
  • rosinda
    09 nov, 2016 palmela 21:21
    hernani carvalho disse que as declaracoes que pedro dias deu ha rtp valem zero!Nao vou perder tempo para ver o sexta as nove porque para mim as declaraçoes deste homem nao me intressam . os mortos nao falam mas estao por ai.
  • Fernanda Mestre
    09 nov, 2016 RIO DE MOURO 19:16
    Coitadinho do homem, ele é um Santinho não matou ninguém...... Por isso é que andou fugido e escondido , nem roubou ninguém..... é mesmo inocente!!!!!!!!!!!!!!