O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-
Reportagem

Em Assento, onde foi visto Pedro Dias, a vigilância passa a discreta e evita-se sair à rua

19 out, 2016 - 13:56 • Olímpia Mairos

Não há aparato policial em Assento, Carro Queimado e Constantim.
A+ / A-
Aguiar da Beira. O percurso do criminoso mais procurado de Portugal

Não se vê, esta quarta-feira, aparato policial - nem sequer patrulhas da GNR - em Assento, Carro Queimado e Constantim, aldeias do concelho de Vila Real, onde terá sido avistado o suspeito das mortes de Aguiar da Beira.

Os militares da GNR estão em vigilância mais discreta, o que evidencia uma mudança de estratégia na operação que visa capturar o homem mais procurado do país.

Pedro Dias pode estar desgastado e cansado pelos dias de fuga e a expectativa é a de que possa, por esses motivos, vir a cometer algum erro.

As populações estão assustadas, mudaram hábitos e todos evitam sair à rua.

Joaquim vive em Assento e é um dos poucos que acede a falar à Renascença. Diz que “a população está com medo” e que, por isso, “as pessoas evitam sair à rua e metem-se em casa”.

"Ele pode aparecer e, principalmente para as casas mais arredias, mais junto dos montes, pode ser um bocado complicado”, argumenta.

O alegado homicida de Aguiar da Beira foge há nove dias, desde 11 de Outubro, data em que terá matado duas pessoas, um militar da GNR e um civil, e ferido outras duas pessoas a tiro.

Da madrugada desta quarta-feira, fica mais um falso alerta. Um individuo residente na zona da Araucária, Vila Real, queixou-se de ter sido agredido por um homem parecido com o alegado homicida. A Polícia Judiciária e a PSP de Vila Real investigaram e concluíram que se tratou de um falso alarme.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Falem depois
    11 nov, 2016 Ribeira de Frades 13:21
    Tudo o que seja dito em relação ao Pedro Dias são suspeições. O tribunal apura factos e julga.Pedro Dias pode estar inocente. Ondas emotivas não servem.
  • Para refletir...
    19 out, 2016 Almada 18:20
    Concordo com alguns dos comentários e acrescento; noticia não é aquilo que o cidadão comum faz de errado, noticia é aquilo que os poderes fazem de errado com a cumplicidade dos media pois censuram quase tudo. O circo nos media tem de continuar!
  • Jorge Saraiva
    19 out, 2016 Portimão 17:11
    Só fala assim quem não perdeu nesta situação um familiar ou amigo, criticar é muito mais fácil do que FAZER.
  • Portugal
    19 out, 2016 Portugal 16:58
    Há em Portugal quem tenha cometido crimes bem mais graves e ande à solta, e, nem sequer é procurado pela justiça. Existem até alguns que são extremamente populares e o povo iludido, vota neles em força. Um dia também se saberá os crimes que cometeram, apesar de passarem por grandes democratas e defensores do povo e dos trabalhadores. Aí as pessoas abrirão os olhos.
  • MMSc
    19 out, 2016 Algures 16:24
    Ho, CM, as pessoas andam com medo por causa desse , mas andam outros fugidos , aqueles de Setubal e ninguem tem medo. Se ele fosse tão mao tinha matado as ultimas pessoas M
  • PUB
  • gervásio
    19 out, 2016 lisboa 16:15
    Este playboy que tem vivido a esnobar os outros, é o protótipo do fililhinho da mãmã, que nunca trabalhou nem foi devidamente educado. Agora, o resultado é o que está à vista...
  • juzze do vale
    19 out, 2016 Porto 16:12
    "Tiros em S. Martinho hoje" diz um canal de televisão...(pura ignorância)...hoje e dia de caça.....normal os disparos ...enfim. Outra.." a GNR montou segurança ao aeródromo de Vila Real"...(ignorância outra vez)..junto ao aeródromo...esta uma unidade do GIPS(GNR)..ou seja ha sempre GNRs todo o ano. ..Informação deficiente...mais suposiçoes..ilusões espalhadas junto do publico...
  • bitaites
    19 out, 2016 vila real 15:53
    Aqueles agentes a passar multas são de uma operacionalidade fantástica!!!!
  • MANUEL CASTRO
    19 out, 2016 PAIVAS 15:44
    MATAR ALGUÉM ESTÁ FORA DE QUESTÃO. MAS O QUE LEVA UM INDIVÍDUO EMPRESÁRIO E PELO QUE SE CONSTA ESTAVA M N BEM NA VIDA O QUE O LEVA A CHEGAR A ESTE PONTO ,O QUE ACONTECEU NA ALTURA DA MORTE DO GUARDA PORQUÊ ELE O FEZ ,TODA A GENTE ANDA ATRÁS DE UM FORAGIDO E EU REPITO ALGUÉM É CAPAS DE VIR AO PUBLICO EXPLICAR O PORQUÊ DO PRINCIPIO DE TUDO ISTO.. OBRIGADO
  • Matos
    19 out, 2016 Estarreja 15:27
    Para que tanto aparato de Policia e GNR em Vila Real se Eu penso que vi o Homem segunda Feira em Tuy Espanha em direção ao Porriño España, Eu não tenho duvidas que se o homem foi para Vila Real é porque tinha quem o ajudasse, e ponto final, o Homem a esta hora já sumiu de Vila Real, axam que o Homem está em Vila Real, bem se enganam, mas enfim, coisas e coisinhas, parece que brincam as casinhas ou ao esconde, esconde
  • PUB