O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Açores. Helicóptero ajuda nas buscas para encontrar turista

19 out, 2016 - 10:50

Alerta para o desaparecimento, na Fajã Grande, foi dado por um familiar. Capitão do porto diz que "incidente resulta de um comportamento perigoso".
A+ / A-

Já foram retomadas as buscas para encontrar uma turista desaparecida na terça-feira no mar da ilha das Flores, nos Açores.

Segundo o capitão do porto, além da embarcação da Autoridade Marítima, está no local um helicóptero da Força Aérea Portuguesa, sendo que em terra as buscas contam com elementos da Polícia Marítima e dos bombeiros.

“Estamos a avaliar se o estado do mar melhora para a eventual utilização de uma embarcação dos bombeiros”, afirmou Rafael da Silva, explicando que as buscas vão centrar-se “na orla costeira, na costa oeste da ilha das Flores”.

O alerta para o desaparecimento, na Fajã Grande, foi dado por um familiar às 15h20 de terça-feira.

“Foi contactado o 112, que informou o Centro de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada. Começámos a deslocar meios e às 15:45 chegámos à área de busca”, referiu Rafael da Silva.

Nesse dia, foi empenhada uma embarcação da Autoridade Marítima, mas dado o estado “muito alteroso não houve condições” para o trabalho de outras embarcações, adiantou o mesmo responsável.

O capitão do porto de Santa Cruz das Flores salientou que este “incidente resulta de um comportamento perigoso, em concreto a entrada no mar quando este se encontrava muito alteroso”, com quatro metros de vaga.

Rafael da Silva apelou a um “extremo cuidado com o mar”, referindo que se aproxima o inverno, “com tempo tempestuoso, vento forte, agitação marítima muito significativa”, pedindo às pessoas que evitem frequentar zonas na orla costeira.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Zéquinha
    19 out, 2016 Flores 11:58
    Turistas destes nunca cá deviam aparecer. O lucro deste gajo não é nenhum, sou deu prejuízo.
  • AM
    19 out, 2016 Lisboa 11:56
    Se calhar, até nem esta assim tão perigoso, era só molhar as patas, e com ondas de 4 metros, pois... Vai lá vai... (e leva shampoo)
  • PUB