O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Giggs afasta possibilidade de treinar o Swansea

23 set, 2016 - 11:02

O antigo internacional galês planeou uma paragem de meio ano, depois de ter deixado o cargo de adjunto do Manchester United.
A+ / A-

Ryan Giggs colocou um ponto final na especulação sobre a possibilidade de assumir o comando técnico do Swansea City, ao afirmar ao site "talkSPORT" que não recebeu qualquer proposta e "há um treinador em funções [Francesco Guidolin]".

O antigo internacional galês foi dispensado por Mourinho do Manchester United, onde desempenhava as funções de adjunto. A saída de Old Trafford ainda está a ser processada por Giggs que decidiu parar durante seis meses, aproveitar para visitar várias clubes europeus, estudando métodos e conceitos, e aceitou convite para comentar futebol.

"Estou feliz com a vida fora do jogo e estou a gostar do trabalho na comunicação social", referiu o ex-jogador. Giggs assume que quer "voltar a trabalhar no futebol como treinador", mas prevê regresso "para mais tarde, não agora".

O nome do antigo internacional galês tem surgido na imprensa britânica como potencial sucesso de Francesco Guidolin, no Swansea. O clube ocupa a 15ª posição da Premier League. Giggs, de 42 anos, nunca foi treinador principal. A sua experiência de banco resume-se a três temporadas como adjunto do United.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.